Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Análise comparativa de carteiras com práticas de governança corporativa inferiores e superiores Stock performance of companies with superior and inferior practices of corporate governance

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Sérgio Soares Teixeira Rabelo | Pablo Rogers | Kárem Cristina de Sousa Ribeiro | José Roberto Securato

Journal: Rege : Revista de Gestão
ISSN 1809-2276

Volume: 14;
Issue: spe;
Start page: 1;
Date: 2007;
Original page

Keywords: Governança Corporativa | Estudo de Carteiras | Índice de Sharpe

ABSTRACT
Para os investidores em carteiras de ações, a criação de um clima de negócios mais saudável, obtido por meio de melhores práticas de governança corporativa, pode assegurar sobremaneira o recurso investido, diminuindo assim o risco dos retornos. Este trabalho objetiva investigar se um investidor com uma carteira de ações de empresas que possuem práticas de governança corporativa superiores (Tipo I) apresenta melhor performance do que outro investidor com uma carteira de ações de empresas que possuem práticas de governança corporativa inferiores (Tipo II). Para tanto, aplicou-se um estudo de carteiras, construídas aleatoriamente e avaliadas pelo Índice de Sharpe (IS). Foi constatado que a carteira ótima de Tipo I possui maior IS do que a carteira ótima de Tipo II, e que existe uma probabilidade de 56,49% de as carteiras de Tipo I superarem o retorno da Taxa SELIC no período, enquanto essa probabilidade, para as carteiras de Tipo II, é de 55,20%. Apesar de pouco significativos, os resultados mostram indícios de que é vantajoso para um investidor formar carteiras apenas de ações de empresas que possuem práticas de governança corporativa superiores.For investors who own stock portfolios, a healthier business climate brought about by superior corporate governance may better safeguard investments. An investigation was made to determine if a portfolio of stocks of companies with superior corporate governance (Type I) had a better performance than one of companies with inferior governance (Type II). Randomly assembled portfolios were evaluated by the Sharpe Index (IS) and showed that the Type I portfolio had a higher IS and a higher probability of return above the SELIC rate, 56.49%, than the Type II portfolio where this probability was less, 55.20%. Although not highly significant, results pointed to an advantage for the stock portfolio of companies with the superior corporate governance

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil

     Save time & money - Smart Internet Solutions