Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

As representações sociais de "pessoa velha" construídas por idosos Social representations of "old person" built by elderly

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Verônica Braga dos Santos | Luiz Fernando Rangel Tura | Angela Maria Silva Arruda

Journal: Saúde e Sociedade
ISSN 0104-1290

Volume: 22;
Issue: 1;
Start page: 138;
Date: 2013;
Original page

Keywords: Pessoa Velha | Idosos | Representações Sociais | Envelhecimento | Old Person | Elderly | Social Representations | Aging

ABSTRACT
De forma a contribuir para a compreensão de como as pessoas pensam, elaboram, articulam saberes, e agem acerca dos aspectos relacionados ao envelhecimento humano, o estudo objetivou apreender os sentidos atribuídos à "pessoa velha" construídos por idosos. Com base na teoria das representações sociais, na abordagem estrutural, realizou-se um teste de evocação livre de palavras com a expressão "pessoa velha"; além disso, aplicou-se um questionário que fez a caracterização sociodemográfica e incluía perguntas abertas acerca de crenças, atitudes, normas, valores e práticas relacionadas ao envelhecimento e ao idoso.. Participaram 70 pessoas maiores de 60 anos, ex-alunos de uma instituição federal de ensino do Rio de Janeiro, com idade entre 60 e 83 anos (média de 65,4 anos) e maioria do sexo feminino (51,4%). Experiência compôs o sistema central. O sistema periférico foi constituído por Carinho, Sabedoria, Saúde, Pai-Mãe-Tia, Dificuldade, Abandono, Alegria, Respeito, Excluída, Aposentado, Cansada, Cuidado e Exercícios; o sistema intermediário foi formado por Doença, Idoso, Dedicação, Preconceito, Tristeza, Paciência, Avô, Discriminação, Rabugenta, Solidão, Ultrapassada. Foi identificada na representação construída uma dimensão psicossocial, referindo-se criticamente ao tratamento que os participantes compreendem que a sociedade direciona ou deveria direcionar a pessoa velha, e a forma passiva ou ativa de atuação da pessoa considerada velha. Possivelmente, os idosos construíram uma representação com a qual não se identificam ou não querem se identificar em todos os seus sentidos, representam um outro, a pessoa velha.This study focused on the social representations of "old person" built by elderly, in order to help the understanding of how people think, develop, articulate knowledge and act. Based on a structural approach, a test of words' free evocation was triggered by the expression "old person"; a questionnaire was given to elicit answers regarding beliefs, attitudes, rules, values and practices related to the aging process and to the participants socio-demographic characterization. Took part in the study 70 people above 60 years old , all former students from a federal institution in Rio de Janeiro. Ages ranged between 60 and 83 years old (average 65.4 years old). 51.4% of the subjects were female. Experience was the only component of the central system. The peripheral system consisted of Affection, Wisdom, Health, Father-Mother-Aunt, Difficulties, Abandon, Joy, Respect, Excluded, Retired, Tired, Care and Exercises; an intermediary system comprised: Disease, Elder, Dedication, Prejudice, Sadness, Patience, Grandparent, Discrimination, Grouchy, Solitude and Old-fashioned. In the representation built by the elderly, it was possible to identify the psychosocial dimension, critically referring to the treatment society gives or should give the old person and the passive or active manner in which the old person acts. It is possible that participants have built a representation with which they do not identify or do not want to identify themselves in every sense, and which represents someone else, the Old Person.
Why do you need a reservation system?      Save time & money - Smart Internet Solutions