Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

<b>ALTERAÇÕES FÍSICO-QUÍMICA E SENSORIAL DA ÁGUA POTÁVEL FORTIFICADA COM DIFERENTES SAIS DE IODO</b>

ADD TO MY LIST
 
Author(s): ANDERSON MARLIERE NAVARRO | LUCIANA ABRãO OLIVEIRA | LILIANE APARECIDA PELIZZARI | JACOB FERNANDO FERREIRA | CARLOS ALBERTO FRANçA RIBEIRO | TELMA MARIA BRAGA COSTA | JOSé EDUARDO DUTRA DE OLIVEIRA

Journal: Alimentos e Nutrição
ISSN 0103-4235

Volume: 19;
Issue: 3;
Start page: 321;
Date: 2009;
Original page

Keywords: Iodo | painel sensorial | água potável | fortifi cação.

ABSTRACT
Visando novas alternativas para atenuar os problemas de Saúde Pública devido à severidade da carência de iodo na população, propomos verificar alterações físico-químicas e sensoriais da água potável clorada fortificada com dois diferentes sais de iodo, sendo esses iodeto (KI) e iodato de potássio (KIO3). Na avaliação Físico-química utilizaram-se os parâmetros de Cor, Turbidez, Condutividade e pH. A água adicionada de iodo foi comparada com a água potável clorada (0,5mg/L de cloro), pelos testes Triangular de Diferença e Pareado de Preferência. Foram preparadas soluções contendo 100, 200, 300, 400, 500μg/L de KI e 500, 1000, 2000μg/L de KIO3. O painel sensorial foi formado com 30 a 52 julgadores. As alterações físico-químicas estavam adequadas com os valores de referência vigente. Diferenças sensoriais foram observadas entre a água potável clorada (controle) e as soluções de KI nas concentrações de 500, 400 e 200μg/L, obtendo-se preferência pela água potável clorada (p < 0,05). Para as soluções de KIO3 e o controle, não foi observada diferença significativa. A fortificação da água potável com sais de iodo não altera as características Físico-químicas e sensoriais quando se utiliza concentração de KI inferior a 200μg/L e inferior a 2000μg/L de iodo mediante o emprego de KIO3.
Affiliate Program      Why do you need a reservation system?