Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Características evolutivas do Cysticercus cellulosae no encéfalo e no coração humanos

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Lino Júnior Ruy de Souza | Ribeiro Patrícia M. | Antonelli Élida Juliana | Faleiros Ana Carolina G. | Terra Sílvia A. | Reis Marlene A. dos | Teixeira Vicente de Paula A.

Journal: Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical
ISSN 0037-8682

Volume: 35;
Issue: 6;
Start page: 617;
Date: 2002;
Original page

Keywords: Cisticercose cardíaca | Classificação da cisticercose | Neurocisticercose | Beta-fibrilose

ABSTRACT
O presente estudo teve como objetivos avaliar a prevalência de cisticercose, classificar as etapas evolutivas dos cisticercos encontrados nos encéfalos e corações humanos, diferenciá-las de acordo com os aspectos macro e microscópicos dos processos patológicos gerais e comparar os processos encontrados nos encéfalos e corações. Foram revisados protocolos de autópsias realizadas no Hospital Escola da Faculdade de Medicina do Triângulo Mineiro, Uberaba, MG, Brasil, no período de 1970 a 2000. Verificou-se a prevalência da cisticercose em 71 casos, sendo 18 (25,4%) de cisticercose cardíaca e 53 (74,6%) de encefálica. Foram analisados 19 cisticercos, sendo 9 de encéfalos e 10 de corações. Os cisticercos foram classificados, de acordo com sua fase evolutiva, em etapas: vesicular, vesicular coloidal, granular nodular e nodular calcificada, com similaridade entre os diagnósticos macro e microscópico. Entre os processos patológicos destacaram-se a beta-fibrilose e a fibroelastose endocárdica. Adicionalmente, demonstrou-se que a classificação pode ser aplicada tanto na cisticercose encefálica como na cardíaca.
Affiliate Program      Why do you need a reservation system?