Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Carcass traits of surubim (“Pseudoplatystoma” spp.) evaluated by ultrasound Rendimento de carcaça em surubim ("Pseudoplatystoma" spp.) avaliado por ultra-som

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Daniel Vieira Crepaldi | Edgar de Alencar Teixeira | Paulo Mário Faria | Lincoln Pimentel Ribeiro | Daniela Chemim Melo | Denise Aparecida de Andrade Oliveira | Eduardo Maldonado Turra | Bruno Machado Queiroz

Journal: Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal
ISSN 1519-9940

Volume: 9;
Issue: 4;
Date: 2008;
Original page

ABSTRACT
The parameters of carcass trait of alive surubim (Pseudoplatystoma spp.) evaluated by ultrasound were estimated in this trial. A total of 34 fish was divided into two groups according to average body weight: group 1 = 2.7 kg e group 2 = 1.5 kg. The fish were measured for total, head and standard lengths. Ultrasound images of four defined points were obtained: 1 - anterior insertion of dorsal fin; 2 - posterior insertion of dorsal fin; 3 - anterior insertion of fat fin and 4 - insertion of caudal fin. After, weights of carcass, head, shank fillet and belly fillet were obtained. Correlations of measures obtained by the ultrasound images with carcass yield traits were determined. The point 3 showed the best correlations for yield of group 1 with: carcass (0.91), head (0.86), shank fillet (0.87) and belly fillet (0.91). Carcass yield of group 1 was higher (70.9%) than group 2 (66.9%), probably due to the highest head weight of these animals. The best equations for carcass yield and fillet weight were the ones that considered the measures of point 3 and total length, respectively. Ultrasound for evaluation of carcass traits in alive surubim is a reliable technique, once it can maintains reproducers with great performance inside stock.Objetivou-se com este trabalho definir parâmetros de avaliação do rendimento de carcaça em surubins Pseudoplatystoma spp. vivos por intermédio da ultra-sonografia. Foram utilizados 34 peixes divididos em dois grupos conforme peso médio: grupo 1 = 2,7 kg e grupo 2 = 1,5 kg. De cada exemplar obtiveram-se as medidas de comprimento total, comprimento de cabeça e comprimento padrão. Foram realizadas imagens dorso ventrais em quatro pontos: 1 - base anterior da nadadeira dorsal; 2 - base posterior da nadadeira dorsal; 3 - base anterior da nadadeira adiposa e 4 - base do pedúnculo caudal, onde foram mensuradas altura, largura e área da musculatura epi-axial. Posteriormente, foram obtidos pesos da carcaça, da cabeça, do filé de lombo e do filé de barriga. Correlacionaram-se as medidas obtidas pelo ultra-som com aquelas de rendimento de carcaça. O ponto 3 apresentou as melhores correlações para rendimento dos peixes do grupo 1. Pelo ultra-som a área desse corte foi o parâmetro com maiores correlações com: carcaça (0,91), cabeça (0,86), filé de barriga (0,87) e filé de lombo (0,91). O rendimento de carcaça do grupo 1 (70,9%) foi superior ao do grupo 2 (66,9%), possivelmente, em razão da maior porcentagem de cabeça destes animais. As equações com melhor predição para rendimento de carcaça e peso dos filés foram as que consideraram as medidas do ponto 3 e o comprimento total, respectivamente. A ultra-sonografia para avaliação de características de carcaça em surubins vivos é uma técnica confiável, o que possibilita a manutenção de peixes com características zootécnicas superiores dentro do plantel.
Affiliate Program     

Tango Jona
Tangokurs Rapperswil-Jona