Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Care articulation by the Family Physician: improvement in the quality of life in terminal patient Articulación de cuidados por el médico de Medicina General y Familiar: promoviendo la mejoría de calidad de la vida en el enfermo terminal Articulação de cuidados pelo médico de Medicina Geral e Familiar: promovendo a melhoria da qualidade de vida em doente terminal

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Luís Filipe Cavadas

Journal: Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade
ISSN 1809-5909

Volume: 6;
Issue: 18;
Start page: 63;
Date: 2011;
Original page

Keywords: Atenção Primária à Saúde | Prestação Integrada de Cuidados de Saúde | Continuidade da Assistência ao Paciente

ABSTRACT
Introduction: According to the definition of the role of the Family Physician (FP) presented in the statement of the European Wonca 2002, one of her/his features is the ability of coordination of care, and management of the interface with other specialties. However, there are serious problems of coordination between the levels of assistance, as showed by the discontinuity of care when patients are hospitalized. With the aim of raising awareness and analyze a particular case of interface between the Primary Health Care (PHC) and Hospital, and how important is the success of a good collaboration, this case is reported. Description of case: Male, 50 years old, caucasian race, inserted into a nuclear family in the stage VI Duvall’s cycle. A gastric adenocarcinoma by his FP was diagnosed at 49 years old. The patient was referenced to urgent consultation of general surgery. With various surgical complications he had a long internment. A poorly differentiated and infiltrating gastric carcinoma at the stage T3 N1 Mx, with poor prognosis, was confirmed. There was serious lack of interface and gaps in information between the hospital and the PHC. There was a bad care of the patient, with worsening of his condition. At the insistence of the FP, the articulation becomes effective and there was improved in quality of care and of the general condition of the patient. Conclusion: A proper interface and coordination of care contributed to better quality of life and satisfaction of patients, with positive repercussions for their families, to health professionals involved and to the National Health Service. The completion of the FP core competencies will only be possible when his/her proper function will be recognized and known by all the other health professionals.Note: The speciality physician denomination changes according to the country; in Brazil, it receives the name of Medicina de Família e Comunidade. In Portugal, country of the author of this paper, this speciality is named Medicina Geral e Familiar. Other terms or expressions of this paper were kept in its original language.Introducción: De acuerdo a la definición del papel de los Especialistas de Medicina General y de Familia (EMGF), presentada en la declaración de WONCA Europea de 2002, una de sus características es la capacidad de coordinación de cuidados y gestión de la interface con otras especialidades. Sin embargo, hay graves problemas de articulación entre los niveles asistenciales, de que es ejemplo la discontinuidad de los cuidados cuando los enfermos son hospitalizados. Con el objetivo de dar a conocer y analizar un caso particular de articulación entre los cuidados de la Salud Primarios (CSP) y hospitaleros y lo cuanto importante es el suceso de una buena articulación, se relata un caso clínico. Desarrollo: Enfermo del sexo masculino, de 50 años de edad, caucásico, inserido en una familia nuclearen la fase VI del ciclo de Duvall. A los 49 años de edad de edad es diagnosticado, por su médica de familia (MF), un adenocarcinoma gástrico. Referenciado con urgencia a la consulta de Cirugía General, es internado y operado, sufriendo longos internamientos por diversas intercurrencias quirúrgicas. Es confirmado un adenocarcinoma gástrico poco diferenciado y infiltradito en estado T3 N1Mx, con mal pronóstico. Desde entonces hubo grave desarticulación de cuidados y lagunas de información entre los cuidados hospitaleros y los CSP. Se percibió una mala prestación de cuidados al paciente, con agravamiento de su estado general, por insistencia de la MF y la articulación pasó a ser efectiva, ocurriendo mejoría de la calidad de los cuidados prestados y del estado general del enfermo. Conclusión: Una buena articulación de cuidados contribuyó para una mejor calidad de vida y satisfacción del enfermo, con repercusiones positivas para a su familia, para los profesionales de salud envueltos y para el Servicio Nacional de Salud. La realización pela de las competencias nucleares del EMGF sólo será posible cuando hay un conocimiento y reconocimiento del papel de este especialista por todos los otros profesionales de la salud.Nota: La denominación de la especialidad varia de acuerdo al país, en Brasil recibe el nombre de Medicina de Família e Comunidade. En Portugal, país de origen del autor(es) de este trabajo, la misma es llamada de Medicina Geral e Familiar.Introdução: De acordo com a definição do papel do especialista de Medicina Geral e Familiar (EMGF), apresentada na declaração da Wonca Europeia de 2002, uma das suas características é a capacidade de coordenação de cuidados e gestão da interface com outras especialidades. Contudo, existem graves problemas de articulação entre os níveis assistenciais, de que é exemplo a descontinuidade dos cuidados quando os doentes são hospitalizados. Com o objetivo de dar a conhecer e analisar um caso particular de articulação entre os cuidados de saúde primários (CSP) e hospitalares e o quão importante é o sucesso de uma boa articulação, relatou-se um caso clínico. Desenvolvimento: Doente do sexo masculino, de 50 anos de idade, raça caucasiana, inserido em uma família nuclear na fase VI do Ciclo de Duvall. Aos 49 anos de idade é diagnosticado, pela sua Médica de Família (MF), um adenocarcinoma gástrico. Referenciado com urgência à consulta de Cirurgia Geral, é internado e operado, sofrendo longos internamentos por diversas intercorrências cirúrgicas. É confirmado um adenocarcinoma gástrico pouco diferenciado e infiltrativo no estádio T3 N1 Mx, com mau prognóstico. Desde então existiu grave desarticulação de cuidados e lacunas de informação entre os cuidados hospitalares e os CSP. Assistiu-se a uma má prestação de cuidados ao doente, com agravamento do seu estado geral. Por insistência da MF a articulação passou a ser efetiva, havendo melhoria da qualidade dos cuidados prestados e do estado geral do doente. Conclusão: Uma boa articulação de cuidados contribuiu para uma melhor qualidade de vida e satisfação do doente, com repercussões positivas para a sua família, para os profissionais de saúde envolvidos e para o Serviço Nacional de Saúde. A realização plena das competências nucleares do EMGF só será possível quando houver um conhecimento e reconhecimento do papel desse especialista por todos os outros profissionais de saúde.Nota: A denominação da especialidade varia de acordo com o país; no Brasil, recebe o nome de Medicina de Família e Comunidade. Em Portugal, país de origem do autor deste trabalho, tal especialidade é chamada de Medicina Geral e Familiar. Foram mantidos na linguagem original outros termos e expressões contidos neste texto. 
Save time & money - Smart Internet Solutions     

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil