Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

The citizens topophilia and the natural urban patrimony: Coimbra’s case study A topofilia dos cidadãos para com o patrimônio natural urbano: O caso da cidade de Coimbra

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Gabriel Salles Maria de Macedo Rego | João Luis Jesus Fernandes

Journal: Geotextos : Revista da Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal da Bahia
ISSN 1809-189X

Volume: 8;
Issue: 1;
Date: 2012;
Original page

Keywords: Topofilia | Patrimônio Natural | Ambiente Urbano | Percepção Ambiental.

ABSTRACT
This paper analyzes the importance of natural patrimony in the urban environment, under the prism of geography. The main objective of this study is to understand how nature is perceived in the city of Coimbra (Portugal) and the role that green areas and natural patrimony has in the quality of urban life. To achieve these objectives, this article discusses the conceptual argument about environmental perception, topophilia and the nature in the city. For this, it was used two different procedures: (1) Field analysis on the city of Coimbra with purpose to setting up a photographic database, to verify the presence, conservation and relationship to the natural patrimony inserted in urban environment; (2) Investigation through interviews in two neighborhoods of the city – Vale das Flores and Monte Formoso. The data revealed that the perception and the topophilic relationship to urban green areas are marked by the contradiction between practice and discourse. It was concluded that the presence of natural patrimony in the urban environment still present itself as a secondary issue. Moreover, it was concluded that to strengthen this relationship symbolically and/or functionally the natural patrimony must be present throughout all the continuous urban areas and should not be restricted to elite neighborhoods or parks.O trabalho em questão analisa, segundo o prisma da Geografia, a importância do patrimônio natural em ambiente urbano. Como objetivo principal, pretende compreender a percepção que os residentes na cidade de Coimbra (Portugal) têm da natureza e do papel que o património natural pode desempenhar na qualidade de vida da cidade. Para alcançar esses objetivos, inicia-se o texto com uma reflexão teórica que percorre conceitos como a topofilia e os olhares sociais sobre o ambiente e a natureza em contexto citadino. Depois, seguem-se dois procedimentos diferentes, mas complementares: (1) Como forma de registro da presença e do estado de conservação da natureza em Coimbra e da interação entre os cidadãos e o patrimônio natural naquele espaço geográfico, fez-se uma análise de campo com a montagem de um banco de dados fotográficos que representam excertos deste território; (2) Inquéritos por meio de entrevistas, em dois bairros da cidade – Vale das Flores e Monte Formoso – privilegiando adultos com idades superiores aos 30 anos. Apesar de a pesquisa ter revelado algumas contradições entre a prática e o discurso na percepção e na relação topofílica para com as áreas verdes urbanas, concluiu-se que a presença do patrimônio natural no ambiente urbano ainda se apresenta como uma questão secundária. Contudo, também se verificou que, para reforço desta relação simbólica e/ou funcional, o patrimônio natural deve estar presente em todo o contínuo urbano e não ficar restrito aos bairros mais elitizados ou aos parques.
Affiliate Program     

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil