Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Comparison of the indirect fluorescent antibody test and modified agglutination test for detection of anti-Toxoplasma gondii antibodies in rats /
Comparação da reação de imunofluorescência indireta e do teste de aglutinação modificado na detecção de anticorpos anti-Toxoplasma gondii em ratos

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Gustavo Antonio Cola | João Luis Garcia | Letícia da Costa | Bruno Ruffolo | Italmar Teodorico Navarro | Roberta Lemos Freire

Journal: Semina : Ciências Agrárias
ISSN 1676-546X

Volume: 31;
Issue: 3;
Start page: 717;
Date: 2010;
Original page

Keywords: Ratos | Toxoplasma gondii | Anticorpos | Diagnóstico sorológico | RIFI e MAT

ABSTRACT
The toxoplasmosis is a zoonosis caused by Toxoplasma gondii and affects a lot of species of carnivores and omnivores, including the human. The rodents are important in the transmition cycle because they act as an infection font to felines, the definitive host of this protozoan. The objective of this work was to evaluate the Modified Agglutination Test (MAT) for the serologic diagnosis of toxoplasmosis in rats, comparing with the Indirect Fluorescent Antibody Test (IFAT), which has been considered the golden standard in animal toxoplasmosis diagnosis. Kappa test was used for comparing the serologic tests (IFAT and MAT) and for determination of cutoff appropriate to MAT in this animal species. 182 rats were caught on local recycling of solid waste and solid residue storage in Londrina city, Paraná. Out of the 182 rats, nine (4.94%) were positive to IFAT at a dilution of 1:16, and 17 (9.34%) and five (2.75%) were reactive to MAT in dilutions 1:25 and 1:50, respectively. The comparison of results between the techniques presented kappa coefficients of 0.26 and 0.55, respectively at 1:25 and 1:50 dilutions of MAT. It can be concluded that the dilution 1:50 is the most suitable to be used as cutoff for detecting T. gondii antibodies in rats using MAT, because agreed with IFAT.A toxoplasmose é uma zoonose causada pelo Toxoplasma gondii que acomete várias espécies carnívoras e onívoras, incluindo o ser humano. Os roedores são importantes na cadeia epidemiológica da doença por servirem de fonte de infecção aos felídeos, os hospedeiros definitivos deste protozoário. O objetivo deste trabalho foi avaliar o Teste de Aglutinação Modificada (MAT) na detecção de anticorpos contra T. gondii em ratos, comparando-o à Reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI), considerada padrão ouro para o diagnóstico da toxoplasmose animal. Empregou-se o teste kappa para a comparação dos testes sorológicos (RIFI e MAT) e para a determinação do ponto de corte mais apropriado para a utilização do MAT, nesta espécie animal. Foram capturados 182 ratos em locais de reciclagem e armazenagem de resíduos sólidos na cidade de Londrina, PR. Destes, nove (4,94%) foram positivos na RIFI na diluição 1:16; e 17 (9,34%) e cinco (2,75%) foram sororreagentes ao MAT nas diluições 1:25 e 1:50, respectivamente. A comparação dos resultados entre as técnicas apresentou coeficientes kappa de 0,26 e 0,55, respectivamente às diluições 1:25 e 1:50 do MAT. Conclui-se que a diluição 1:50 é a mais indicada para ser o ponto de corte na detecção de anticorpos contra T. gondii em ratos pelo MAT, por apresentar melhor concordância à RIFI.
Why do you need a reservation system?      Affiliate Program