Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Comportamento agronômico de linhagens de trigo no Estado de São Paulo

ADD TO MY LIST
 
Author(s): CAMARGO CARLOS EDUARDO DE OLIVEIRA | FELÍCIO JOÃO CARLOS | FERREIRA FILHO ANTONIO WILSON PENTEADO | BARROS BENEDITO DE CAMARGO | PEREIRA JOSÉ CARLOS VILA NOVA ALVES | PETTINELLI JUNIOR ARMANDO

Journal: Bragantia
ISSN 0006-8705

Volume: 60;
Issue: 1;
Start page: 35;
Date: 2001;
Original page

Keywords: trigo | características agronômicas | resistência a doenças | tolerância ao alumínio

ABSTRACT
Compararam-se 18 linhagens de trigo e os cultivares IAC-24 e IAC-289 em seis ensaios instalados em condições de irrigação por aspersão e de sequeiro. Foram analisadas a produção de grãos, a resistência a doenças e outras características agronômicas Em condições de laboratório estudou-se a tolerância ao alumínio em soluções nutritivas. A linhagem L9 e o cultivar IAC-289 destacaram-se quanto à produção de grãos, considerando a média dos seis experimentos. A linhagem L8 exibiu porte baixo associado à resistência ao acamamento e ciclo precoce da emergência à maturação. Em relação à ferrugem-da-folha, as linhagens L1, L17 e L20 revelaram características de resistência. Todos os genótipos mostraram-se sensíveis aos agentes causais das manchas foliares e de oídio. A linhagem L7 apresentou espigas mais compridas e maior número de espiguetas por espiga; o cultivar IAC-289, maior número de grãos por espiga; a linhagem L17, maior número de grãos por espigueta; e a linhagem L11, grãos mais pesados. Todos os genótipos avaliados mostraram-se tolerantes à toxicidade de Al3+, com exceção do cultivar-controle Anahuac e das linhagens L15 e L20, que exibiram elevada sensibilidade.
Why do you need a reservation system?      Affiliate Program