Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Comportamento ingestivo de vacas em lactação alimentadas com níveis de inclusão de bagaço de mandioca Ingestive behavior of dairy cows fed with inclusion levels of cassava bagasse

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Alyson Andrade Pinheiro | Cristina Mattos Veloso | Leandro Pereira Lima | Robério Rodrigues Silva | Fabiano Ferreira da Silva | Fabrício Bacelar Lima | Hermogénes Almeida de Santana Júnior | Ulysses Cecato | Gleydson Giordano Pinto de Carvalho

Journal: Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal
ISSN 1519-9940

Volume: 12;
Issue: 4;
Date: 2011;
Original page

ABSTRACT
Objetivou-se avaliar o comportamento ingestivo de vacas em lactação recebendo dietas com níveis de bagaço de mandioca (0; 5; 10 e 15%). Foram utilizadas 12 vacas leiteiras Holandês x Zebu com 478,5kg de peso corporal médio e com 100 a 150 dias de lactação, distribuídas em três Quadrados Latinos 4 x 4. Além do consumo de matéria seca, fibra em detergente neutro, carboidratos não fibrosos e nutrientes digestíveis totais, foi avaliado o comportamento ingestivo dos animais, os quais foram submetidos a quatro avaliações visuais, com duração de 24 horas cada, em escalas de cinco minutos. As avaliações foram realizadas no último dia de cada período experimental, que tiveram duração de 12 dias. Os consumos de matéria seca, carboidratos não fibrosos e nutrientes digestíveis totais aumentaram linearmente com a inclusão do bagaço de mandioca. O tempo gasto com alimentação, ruminação e ócio não diferiu entre os tratamentos, assim como o número de períodos e o tempo gasto em cada período nas respectivas atividades. Quanto aos aspectos comportamentais, apenas o número de mastigações por bolo ruminado foi afetado pelas dietas. As eficiências de alimentação e ruminação só tiveram interferência nos carboidratos não fibrosos, os quais apresentaram efeito quadrático. O aumento crescente dos consumos de matéria seca, carboidratos não-fibrosos e nutrientes digestíveis totais demonstraram que o bagaço de mandioca em níveis de até 15% não altera o comportamento ingestivo.The objective was to evaluate the ingestive behavior of lactating cows receiving diets with different levels of cassava bagasse (0; 5; 10 and 15%). Twelve Holstein x Zebu dairy cows with 478.5kg of average body weight and 100 to 150 days in milk, were distributed in three 4 x 4 Latin Squares. The dry matter intake, neutral detergent fiber, non fibrous carbohydrates and total digestible nutrients intake, and the ingestive behavior of the animals was evaluated, when they were submitted to four visual evaluations, with 24 hours of duration each, in five minutes scales. The evaluations were conducted on the last day of each experimental period, which had 12 days. The dry matter, non fiber carbohydrates and total digestible nutrients intakes increased linearly with cassava bagasse inclusion. The time spent with feeding, rumination and idle did not differ among treatments, as well as the number of periods and the time spent in each period in the respective activities. The behavioral aspects, only the number of chewing per ruminated bolus was affected by the diets. The feeding and rumination efficiencies only affected the non fiber carbohydrates, which showed quadratic effect. The increase of dry matter, non fiber carbohydrates an total digestible nutrients intakes demonstrates that the cassava bagasse can be used in diets of lactating cows in levels of up to 15%, becoming necessary its evaluation of the productive parameters and cost in the diet.
Save time & money - Smart Internet Solutions     

Tango Jona
Tangokurs Rapperswil-Jona