Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

A COMUNICAÇÃO ORAL NAS AULAS DE MATEMÁTICA NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL. ORAL COMMUNICATION IN MATHEMATICS LESSONS FOR THE INITIAL YEARS OF ELEMENTARY SCHOOL

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Adair Mendes Nacarato

Journal: Revista Eletrônica de Educação
ISSN 1982-7199

Volume: 6;
Issue: 1;
Start page: 9;
Date: 2012;
Original page

Keywords: Comunicação | Interação verbal | Mediação pedagógica | Matemática nos anos iniciais | Communication | Verbal interaction | Pedagogical mediation | Mathematics in the initial years

ABSTRACT
Desde as reformas curriculares da década de 1980 vem se discutindo a necessidade de uma nova cultura de aula que possibilite os processos de significação matemática, rompendo com práticas centradas apenas em procedimentos algorítmicos e mecanizados. Os processos de comunicação vêm se impondo como condição necessária para a aprendizagem matemática. Nos últimos anos, várias pesquisas foram desenvolvidas tomando os processos de escrita como uma das formas de comunicação entre os alunos e entre estes e os professores. No entanto, pouco se tem discutido sobre a importância da oralidade nas aulas de matemática. O presente artigo se propõe a discutir a constituição de um ambiente de aprendizagem que proporcione a oralidade nas aulas de matemática como forma de desenvolver a argumentação nos alunos e possibilitar o movimento de elaboração conceitual. Parte-se de pressupostos vigotskianos e bakhtinianos para a construção de um quadro teórico que dê sustentação aos processos de comunicação e significação em sala de aula. Tais pressupostos norteiam a análise de dois episódios em sala de aula com alunos dos anos iniciais do ensino fundamental, de escolas públicas paulistas. Nesses episódios evidenciam-se como a interação verbal e a mediação pedagógica possibilitam modos de argumentação e a circulação de significações matemáticas.Since the curricular reforms in the 80’s, the need for a new classroom culture which allows mathematical meaning processes to take place has been discussed, breaking with the practices centered only in algorithmic and mechanized procedures. The communication processes have been imposing themselves as a necessary condition for the mathematical learning. During the last years, several studies in which the writing processes are taken as a communication tool among students and between students and teachers have been carried out. However, little has been discussed about the importance of the oral communication in maths lessons. The present article aims to discuss the constitution of a learning environment which allows oral communication in maths lessons as a way to develop students’ argumentation skills and help the conceptual construction movement. Vygotsky’s and Bakhtin’s premises are the starting point for the construction of a theoretical framework which supports the communication and meaning processes in the classroom. Such premises guide the analysis of two classroom episodes with students from the initial years of public elementary school in the state of São Paulo. These episodes made it possible to clearly observe how verbal interactions and the pedagogical mediation allow argumentation modes and the circulation of mathematical meanings.
Why do you need a reservation system?      Affiliate Program