Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Comunidades à margem da sustentabilidade: um olhar sobre o polo ecoturístico de Iranduba/AM

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Edinelza Macedo Ribeiro | Ana Lucia Soares Machado | Elane Conceição de Oliveira | Elimar Pinheiro do Nascimento

Journal: Revista Brasileira de Ecoturismo
ISSN 1983-9391

Volume: 5;
Issue: 1;
Date: 2012;
Original page

ABSTRACT
O Estado do Amazonas possui uma das maiores biodiversidade preservada do planeta. Dispõe de um banco genético precioso, para a exploração científica e econômica, porém, encontra-se ameaçado pela degradação ambiental. Por apresentar uma rica sociodiversidade com grande número de etnias indígenas, marcada pela cultura dos povos ribeirinhos, rica em festas folclóricas, a região também é conhecida como Referencial do Ecoturismo. O presente artigo se propôs analisar o impacto do pólo ecoturístico de Iranduba/AM sobre as comunidades da região. A pesquisa caracteriza-se de natureza qualitativa, pois se priorizou para a realização da coleta de dados a técnica metodológica do Grupo Focal. O que motivou a realização desse trabalho foi investigar o modus operandis do ecoturismo no Amazonas com o fim de desvelar se esta atividade que tem sido realizada de acordo com o conceito defendido pela literatura. A escolha desse pólo ecoturístico deu-se em virtude do município de Iranduba abrigar a maior concentração de hotéis de selva e uma diversidade de comunidades ao seu redor. O resultado do estudo aponta que as comunidades naquele pólo estão excluídas do processo que constitui o tripé do ecoturismo, quer seja o equilíbrio ambiental, social e econômico. Verifica-se também a falta de consenso dentro do mercado turístico local sobre a importância dos aspectos sociais e ambientais no setor. Acredita-se que este estudo sensibilize os tomadores de decisão do mercado turístico da região no sentido de entender que o compromisso a priori do ecoturismo é o desenvolvimento das comunidades. Caso contrário, os conceitos, os fins e os meios do benefício dessa prática vão sempre ser pensados e classificados sob a ótica e influência de diferentes grupos de interesses e contextos socioeconômicos, culturais e ambientais, totalmente desambientados da cultura amazônica. Palavras-chave: Ecoturismo; Sustentabilidade; Polo de Ecoturismo
Why do you need a reservation system?      Affiliate Program