Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

A Concepção Comunitarista da Democracia e a Educação. The comunitarianist conception of democracy and the education

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Silva, Sidney Reinaldo da

Journal: Revista Eletrônica de Educação
ISSN 1982-7199

Volume: 3;
Issue: 1;
Start page: 111;
Date: 2009;
Original page

Keywords: democracia | comunitarismo | educação | democracy | communitarianism | education

ABSTRACT
Este texto analisa a concepção comunitarista de democracia e sua correlação com a gestão da educação, discutindo o potencial heurístico da mesma para se compreender questões ligadas à forma como as políticas públicas são concebidas e implementadas no campo da educação frente às exigências de administração democrática da escola pública. A concepção contratualista da democracia é apresentada, inicialmente, como contraponto, no sentido de mostrar como o comunitarismo surge a partir das críticas ao pensamento liberal ancorado no princípio ético-político do contrato social. Mostra-se como, a partir do comunitarismo, questões ligadas à identidade e à diferença deveriam ser tratadas na esfera da deliberação pública, sobretudo quando se tratam de políticas de ação afirmativa, cotas quando compreendidas na forma de garantia do reconhecimento. A democracia comunitarista, de certa forma, contrapõe-se à concepção de democracia como meio para se resguardar a autonomia da pessoa ou indivíduo, tal como defendida pelos liberais. Mostra-se que a concepção de democracia como forma de vida, como cultura, como fim em si mesma, seria mais adequada ao comunitarismo, o que daria a escola uma característica especial para se desenvolver a cultura democrática. Discute-se qual tipo de democracia podemos ter e podemos desejar, frente à contraposição da tendência comunitarista ao contratualismo e perante os marcos restritos do próprio comunitarismo diante das exigências da formação humana ligadas à democracia popular. Aponta-se para a necessidade de ultrapassagem dos limites do comunitarismo para que uma democracia radical possa se consolidar.This paper analyzes the communitarianism as a perspective of collective decision to think democraticy in public educational policies and in public school administration. First I present the contractarian conception of democracy as a counterpoint to discuss questions about how communitarianism difine the limits and scope of political education and school as a place of coletive deliberation. What is specificaly focused is how question about identity and difference must be democratically treated. The communitarianist conception of politics is showed as a view of the public deliberation that conceives democracy as form of life, as cultural inheritance, what is its main point of desagreement with contractarian conception of the democratic participation that views participation above all as mean to ensure the liberal autonomy of the individual. It is showed that this kind of desagreement is linked with te differents conception of the people and its formation. The main issue for the communitarian democracy is about recognition and differences not autonomy and universality. The critic of a communitarian democracy is made in a other way of taking the collective dimension of democracy whose aim is the radicalization of the popular participation in polical life. This critic help us to think what kind of democracy we have and want and how this is linked with the human formation.
Save time & money - Smart Internet Solutions      Why do you need a reservation system?