Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Contribuição da intervenção nutricional no tratamento da hipertensão arterial: experiência de uma equipe interdisciplinar The contribution of nutritional intervention in the treatment of arterial hypertension: an experience of an interdisciplinary team

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Odaleia Barbosa de Aguiar | Vera Lucia Rabello de Castro Halfoun | Renata Couto Falcão Gomes

Journal: Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade
ISSN 1809-5909

Volume: 1;
Issue: 4;
Start page: 119;
Date: 2010;
Original page

Keywords: Hypertension | Nutrition Therapy | Interprofessionals Relations | Quality of Life

ABSTRACT
Avaliamos a contribuição da dieta sobre peso, pressão arterial (PA), aderência ao tratamento e qualidade de vida (QV) nos pacientes dos programas de hipertensão e de diabetes acompanhados por equipe interdisciplinar em unidade primária de saúde. Estudamos 116 pacientes, com idades entre 20 e 65 anos, por seis meses e aplicamos questionários padronizados para avaliar QV e aderência ao tratamento. Foram analisados sexo, diagnóstico, atividade física, faixa etária, índice de massa corporal, consumo alimentar e variação (DP) entre peso inicial (Pi) e final (Pf) de toda a amostra, dos obesos, daqueles que aderiram ou não ao tratamento e dos que controlaram ou não a PA. Utilizamos teste Mann Whitney para comparações entre subgrupos e, para dados seqüenciais, teste de Dunn (p < 0,05 exigido). Foi feita análise multivariada, comparando escores de QV com idade, Pf, peso relativo [(Pf / Pi ) x 100] e DP. Foi estudado um grupo de 65 mulheres e 51 homens, predominantemente entre 45 e 64 anos, com hipertensão (33,7%), diabetes mellitus (8,6%) ou ambos (57,7%). Dentre os analisados, 81% eram sedentários; 52,5% consumiam frutas e 45,6%, vegetais, diariamente. O índice de massa corporal encontrado foi 29,34 + 5,22 kg/m², maior entre os de 45 a 54 anos (30,71+5,5kg/m²). Houve redução significativa do peso (p < 0,0001) nos obesos (42,24%) e nos que controlaram a pressão. Entre os que aderiram à dieta e aos exercícios físicos ocorreu maior queda de peso. Não houve associação importante entre escores de QV e resposta ponderal. Consideramos que a abordagem dietética em um modelo de serviço interdisciplinar contribuiu de modo eficaz para a melhora dos pacientes hipertensos e diabéticos tratados em unidade primária de saúde.Diet effects on weight, blood pressure (BP), treatment adherence and quality of life (QL) were studied in patients with arterial hypertension and diabetes mellitus followed by interdisciplinary team in one primary health care unit. 116 patients (20- 65 years old) were selected, at least 7 visits demanded. Treatment adherence and QL were analyzed by standard questionnaires. Sex, age, body mass index (BMI), physical activity, fruits and vegetables consume were registered. Final weight (Pf), initial and final weight variation (DP) and relative weight [(Pf/Pi) x 100] were studied in all patients as well as among the obese ones and those who had adhered to treatment and controlled BP. Comparisons among groups and sequential data were done by Mann Whitney and Dunn tests, respectively (p