Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Contribuições para a discussão sobre a formação do odontólogo a partir da inserção de saúde bucal no PSF Contribuitions to the discussion around qualifying professionals in odontology by inserting oral health in the Family Health Program

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Renata Rangel Silva de Albuquerque

Journal: Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade
ISSN 1809-5909

Volume: 2;
Issue: 6;
Date: 2010;
Original page

Keywords: Odontologia | Saúde Bucal | Saúde da Família

ABSTRACT
Este trabalho objetivou discutir a formação do profissional de Odontologia, a partir dos desafios de sua inserção no Programa de Saúde da Família (PSF). A escolha do tema foi motivada pela constatação do grave quadro de exclusão social em relação à saúde bucal brasileira. A partir da revisão da literatura, da análise documental e das entrevistas semiestruturadas, buscou-se discutir as concepções contemporâneas do processo saúde-doença e suas implicações para Odontologia, levantar o estado da arte da discussão de formação em Odontologia, discutir o perfil do profissional de Odontologia adequado à realidade brasileira. Finalmente, a partir da sistematização destes dados, procuramos identificar tendências do cuidado em saúde bucal. Foi constatada a necessidade de mudança do modelo de formação para a construção de um perfil que contemple os desafios impostos pela realidade brasileira e não somente pelo PSF. Contudo, essa construção só será factível a partir da mudança de paradigma da profissão, que se complexifica, na medida em que gera desconforto, desconfiança, reações conservadoras e concorrem com interesses políticos, econômicos e de elites que, certamente, não estão preocupadas com a grande parcela da população usuária do Sistema Único de Saúde (SUS). O modelo assistencial de atenção em saúde bucal, centrado na doença e com base na demanda espontânea, deve evoluir para um modelo de atenção integral à saúde onde as ações de promoção, de proteção, e de recuperação sejam incorporadas progressivamente, buscando a melhoria da qualidade de vida. Esta mudança vem sendo fortalecida pela Política Nacional de Saúde Bucal – Brasil Sorridente, que consolida o PSF como reorientador da atenção básica e gera empregos para o setor, fazendo surgir um novo mercado de trabalho. A reorientação do modelo assistencial se apresenta como uma possibilidade para que a Odontologia ocupe, enfim, o seu lugar enquanto profissão de saúde. (AU).
Why do you need a reservation system?      Save time & money - Smart Internet Solutions