Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

O corpo como sintoma da cultura

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Lúcia Santaella

Journal: Comunicação, Mídia e Consumo
ISSN 1806-4981

Volume: 1;
Issue: 2;
Start page: 139;
Date: 2008;
Original page

ABSTRACT
Este artigo busca refletir sobre a contemporânea onipresença do corpo em todas as esferas da cultura. Para alguns autores, o corpo virou uma verdadeira obsessão. Está perturbadoramente em todas as partes. Indo além da mera constatação, o argumento que desenvolvo neste artigo é o de que o corpo está obsessivamente onipresente porque se tornou um dos sintomas da cultura do nosso tempo. Diferentemente dos sintomas histéricos do século XIX, que se davam no corpo, que marcavam o corpo, gradativamente esses sintomas foram crescendo até tomar o corpo ele mesmo como sintoma da cultura. Como o conceito de sintoma exige, o tratamento teórico da discussão que aqui se desenvolverá está baseado na psicanálise, especialmente de Freud e Lacan. Abstrat: This paper discusses the contemporary omnipresence of the body in every cultural sphere. For some authors, the body has become a real obsession. It is disturbingly everywhere. Going beyond the mere recognition of the problem, this article argues that the body is obsessively present because it has become a symptom of our cultural era. Different from the nineteenth century hysterical symptoms that occurred in the body, that marked the body, gradually these symptoms grew to the extent of turning the body itself into a symptom of the culture. As the concept of symptom demands, the theoretical treatment of this discussion is based on psychoanalysis, especially on Freudian and Lacanian discourses. Palavras-chave: Cultura, sintoma, corpo, psicanálise, real, imaginário, simbólico. Key-words: Culture, symptom, body, psychoanalysis, the real, the imaginary, the symbolic.
Why do you need a reservation system?      Affiliate Program