Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Definição e esquematização das fases fenológicas do cafeeiro arábica nas condições tropicais do Brasil

ADD TO MY LIST
 
Author(s): CAMARGO ÂNGELO PAES DE | CAMARGO MARCELO BENTO PAES DE

Journal: Bragantia
ISSN 0006-8705

Volume: 60;
Issue: 1;
Start page: 65;
Date: 2001;
Original page

Keywords: Coffea arabica L. | clima | fenologia | maturação das gemas | maturação dos frutos

ABSTRACT
O café arábica (Coffea arabica L.) leva dois anos para completar o ciclo fenológico de frutificação, ao contrário da maioria das plantas que completam o ciclo reprodutivo no mesmo ano fenológico. Após várias tentativas para definição e esquematização das distintas fases fenológicas do cafeeiro, chegou-se a uma forma racional constituída de seis fases distintas envolvendo os dois anos fenológicos, iniciados em setembro. As fases são: 1ª fase, vegetativa com sete meses, de setembro a março, todos com dias longos; 2ª fase, também vegetativa, de abril a agosto, com dias curtos, quando há indução das gemas vegetativas dos nós formados na 1ª fase, para gemas reprodutivas. No final da 2ª fase, em julho e agosto, as plantas entram em relativo repouso com formação de um ou dois pares de folhas pequenas, que aparecem no período de relativo repouso do cafeeiro, entre os dois anos fenológicos. Em seguida vem a maturação das gemas reprodutivas após a acumulação de cerca de 350 mm de evapotranspiração potencial (ETp), a partir de abril; 3ª fase, de florada e expansão dos frutos, de setembro a dezembro. As floradas ocorrem cerca de 8 a 15 dias após o aumento do potencial hídrico nas gemas florais (choque hídrico), causado por chuva ou irrigação; 4ª fase, granação dos frutos, de janeiro a março; 5ª fase, maturação dos frutos ao completar cerca de 700 mm de somatório de ETp, após a florada principal; 6ª fase, de senescência e morte dos ramos produtivos, não primários, em julho e agosto.
Why do you need a reservation system?      Affiliate Program