Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Desenvolvimento do Trato Gastrointestinal de Embriões Oriundos de Matrizes Pesadas de 30 e 60 Semanas de Idade

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Maiorka A | Santin E | Fischer da Silva AV | Bruno LDG | Boleli IC | Macari M

Journal: Revista Brasileira de Ciência Avícola
ISSN 1516-635X

Volume: 2;
Issue: 2;
Start page: 141;
Date: 2000;
Original page

Keywords: matrizes pesadas | embrião | incubação | trato grastrointestinal | saco vitelino

ABSTRACT
O objetivo deste trabalho foi investigar o efeito da idade das matrizes pesadas sobre o desenvolvimento do trato gastrointestinal (TGI) dos embriões no terço final do período de incubação, bem como a utilização das reservas do saco vitelino nas 24 h pós-eclosão, em pintos alimentados ou em jejum. Foram utilizados ovos férteis da linhagem Cobb 500, oriundos de matrizes pesadas com 30 e 60 semanas de idade. O desenvolvimento do TGI (proventrículo+moela, segmentos do intestino delgado e saco vitelino) foi estudado entre o 17º e 21º dias de incubação (Experimento 1). Nas 24 h pós-eclosão foi pesquisado o efeito da presença ou não de alimento no lúmen intestinal sobre a utilização das reservas do saco vitelino (Experimento 2). Os achados deste trabalho mostraram que, ao contrário do embrião, o desenvolvimento do intestino delgado e o peso do saco vitelino não sofreram influência da idade das matrizes. Na fase pós-eclosão, na ausência de alimento, o desenvolvimento do intestino delgado foi maior nas matrizes com 60 semanas, sendo dependente do crescimento do jejuno. A presença do alimento no lúmen teve influência na utilização das reservas do saco vitelino apenas nas matrizes com 30 semanas de idade. Os resultados deste experimento mostraram que a idade da matriz é importante fator no desenvolvimento do trato gastrointestinal do embrião, sendo fator relevante no crescimento pós-ecloão dos pintos.
Affiliate Program      Why do you need a reservation system?