Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Detecção e monitoramento da resistência do tripes Frankliniella occidentalis ao inseticida espinosade Detection and monitoring of resistance to the insecticide spinosad in the thrips Frankliniella occidentalis

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Débora Soller Rais | Mário Eidi Sato | Marcos Zatti da Silva

Journal: Bragantia
ISSN 0006-8705

Volume: 72;
Issue: 1;
Start page: 35;
Date: 2013;
Original page

Keywords: monitoramento de resistência | crisântemo | Thripidae | resistance monitoring | chrysanthemum | Thripidae

ABSTRACT
O tripes Frankliniella occidentalis (Pergande) (Thysanoptera: Thripidae) é uma das pragas mais importantes em cultivos protegidos, principalmente de plantas ornamentais e hortícolas. Entre os problemas enfrentados pelos agricultores estão a dificuldade de seu controle com o uso de inseticidas devido à sua preferência pelas partes internas das flores e a evolução de resistência aos agroquímicos. O objetivo da pesquisa foi caracterizar a resistência de F. occidentalis a espinosade e avaliar a frequência de insetos resistentes ao inseticida, em áreas comerciais de crisântemo de diversos municípios do Estado de São Paulo. Seleções para resistência a espinosade foram realizadas em laboratório, utilizando-se uma população de F. occidentalis, coletada em 2007 de um cultivo comercial de crisântemo em Campinas (SP). No decorrer de sete seleções para resistência, a CL50 de espinosade passou de 8,41 mg i.a. L-1 para 1111 mg i.a. L-1. Comparando-se a linhagem resistente (R) (selecionada) e a suscetível (S), a razão de resistência (CL50 R/CL50 S) atingiu valores de ≈280 vezes. Estabeleceu-se uma concentração discriminatória de 98 mg i.a. L-1 para o monitoramento da resistência de F. occidentalis a espinosade. O monitoramento foi realizado coletando-se 19 populações do tripes em áreas comerciais de crisântemo no Estado de São Paulo. Os bioensaios foram realizados com ninfas de segundo ínstar de F. occidentalis, colocadas em arenas de folha de feijão. As aplicações de espinosade, na sua concentração discriminatória, foram realizadas sobre as ninfas em torre de Potter. Os resultados indicaram alta variabilidade entre as populações com relação à suscetibilidade a espinosade. Foram observadas populações com até 40,7% de insetos resistentes. Este é o primeiro relato de resistência de F. occidentalis a espinosade no Brasil.The thrips Frankliniella occidentalis (Pergande) (Thysanoptera: Thripidae) is one of the major pests in greenhouses, especially on ornamental plants and vegetables. Among the problems faced by farmers are the difficulties in the control of this pest with the use of insecticides because of its preference for the inner parts of the flowers and the evolution of resistance to agrochemicals. The objective of this research was to characterize the spinosad resistance in F. occidentalis and to assess the frequency of resistant insects in commercial chrysanthemum fields from several counties in the state of São Paulo (SP). Selections for resistance to spinosad were performed under laboratory conditions, using a population of F. occidentalis collected in 2007 in a commercial chrysanthemum field in Campinas (SP). In the course of seven selections for resistance, the LC50 of spinosad increased from 8.41 mg a.i. L-1 to 1,111 mg a.i. L-1. Comparing the resistant (R) and the susceptible (S) strains, the resistance ratio (LC50 R / LC50 S) reached values up to 280-folds. A discriminating concentration of 98 mg a.i. L-1 was established for monitoring the spinosad resistance in F. occidentalis. The survey was conducted by collecting 19 populations of thrips in commercial chrysanthemum fields in the state of São Paulo. The bioassays were conducted with second ínstar nymphs of F. occidentalis, placed in bean leaf disc arenas. The spinosad was sprayed at the discriminating concentration on the nymphs of thrips, using a Potter spray tower. The results indicated high variability in the susceptibility to spinosad among F. occidentalis populations. Populations with up to 40.7% of resistant insects were found. This is the first report on spinosad resistance in F. occidentalis in Brazil.
Save time & money - Smart Internet Solutions      Why do you need a reservation system?