Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Development of young toco toucas fed with dry dog food and toucan pellets Desenvolvimento de tucanos-toco jovens alimentados com ração canina e ração para tucanos

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Juliana Macedo Magnino Silva | André Luiz Quagliatto Santos | Líria Queiroz Luz Hirano | Heloísa Castro Pereira

Journal: Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal
ISSN 1519-9940

Volume: 12;
Issue: 3;
Date: 2011;
Original page

ABSTRACT
The proposal of this study was to compare the effects of two commercial diets, one consisting of dry dog food and another one of pelletized feed for toucans, in the growth of young toco toucans. The development of 14 specimens was observed, being four and five months of age, and divided randomly into two groups. Once a week, the fasted birds were weighted and evaluated in relation to the following biometrics parameters, with the help of a caliper: wings (right and left); head and beak (length, width and height), wingspan and total body length. To evaluate the presence of difference in body gain between the two groups, the U test of Mann-Whitney was used as statistical analysis, with significance level of 0.05 in a bilateral test. Birds of both groups showed no changes in behavior such as depression or aggression. The diets were well accepted, no waste was observed and all the animals remained healthy during the research. In respect to biometrics, toucans fed with dog food had a better development for the length of right and left wings, head width, height and length of the beak and weight gain, when compared with those treated with feed for toucans. This fact enables the use of dry dog food with 23% of crude protein and 71,15mg/Kg of iron for feeding of toco toucans in captivity.Propôs-se comparar os efeitos de duas dietas comerciais, uma composta por ração canina e outra por ração para tucanos no desenvolvimento de tucanos-toco jovens. Avaliou-se 14 espécimes, com idades entre quatro e cinco meses, distribuídas aleatoriamente em dois grupos. Uma vez por semana realizou-se a pesagem das aves em jejum e biometria individual dos parâmetros: asas esquerda e direita (comprimento); cabeça e bico (comprimento, largura e altura); envergadura e comprimento total do corpo, com o auxílio de um paquímetro. Para avaliar a existência ou não de diferenças estatisticamente significantes entre o peso e os dados biométricos obtidos nos dois grupos, utilizou-se o teste U de Mann-Whitney, com nível de significância de 0,05, em um teste bilateral. As aves de ambos os grupos não apresentaram alterações de comportamento como depressão ou agressividade. As dietas foram bem aceitas, não houve desperdício e todos os animais permaneceram hígidos durante a pesquisa. Tucanos alimentados com ração para cães com nível máximo de 71,15mg/Kg de ferro e 23% de proteína bruta, apresentaram melhor desenvolvimento para comprimento das asas direita e esquerda, largura da cabeça, altura do bico na base, comprimento do bico na base e ganho de peso, quando comparados com aqueles tratados com ração para tucanos. Conclui-se que as rações comerciais utilizadas, sobretudo a canina, oferecem suporte para ganho de peso, e medidas corporais favoráveis ao desenvolvimento normal de tucanos-toco jovens. Entretanto, novos estudos devem ser realizados para a determinação da dieta ideal para essas aves em cativeiro.
Affiliate Program      Why do you need a reservation system?