Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Divergência genética entre acessos e cultivares de mamoneira por meio de estatística multivariada Genetic divergence on castor bean accesses and cultivars through multivariate analysis

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Mauro Nóbrega da Costa | Walter Esfrain Pereira | Riselane de Lucena Alcântara Bruno | Eleusio Curvelo Freire | Márcia Barreto de Medeiros Nóbrega | Máira Milani | Ademar Pereira de Oliveira

Journal: Pesquisa Agropecuária Brasileira
ISSN 0100-204X

Volume: 41;
Issue: 11;
Start page: 1617;
Date: 2006;
Original page

Keywords: Ricinus communis | variação genética | agrupamento | análise multivariada | Ricinus communis | genetic variation | cluster | multivariate analysis

ABSTRACT
O objetivo deste trabalho foi avaliar a divergência genética entre acessos e cultivares de mamoneira (Ricinus communis L.) e utilizá-la como critério na escolha de genitores que viabilizem, a partir de hibridações, a formação de populações segregantes. Os tratamentos foram representados pelos acessos BRA 4871, BRA 2968, BRA 5550 e BRA 7722 Papo-de-gia, e as cultivares BRS 188 Paraguaçu, BRS 149 Nordestina, IAC-80, Mirante-10 e Pernambucana Melhorada. As características analisadas foram: início do florescimento (FR), número de racemos por planta (NRP), comprimento efetivo do racemo primário (CR), altura de planta (AP), potencial produtivo (PP) e teor de óleo nas sementes (TO). A divergência genética foi estimada por meio de estatística multivariada, com base em variáveis canônicas e análise de agrupamento, tendo-se empregado a distância euclidiana média. Houve a formação de dois grupos: o grupo I formado por oito genótipos e o grupo II por apenas um genótipo, a cultivar Mirante-10. Apesar de a cultivar Mirante-10 ter sido a mais divergente, não deve ser recomendada para hibridação, por sua baixa média de desempenho. As demais cultivares também apresentam restrições para hibridação, por serem bastante similares. As variáveis que mais contribuíram para a divergência genética foram FR, AP, TO e CR.This work aimed to evaluate genetic divergence among castor bean (Ricinus communis L.) cultivars, in order to enable the choice of parents which make the formation of segregating populations possible. Accesses BRA 4871, BRA 2968, BRA 5550 and BRA 7722 Papo-de-gia, and cultivars BRS 188 Paraguaçu, BRS 149 Nordestina, IAC-80, Mirante-10 and Pernambucana Melhorada were evaluated. Characteristics analyzed were: days to flowering, number of racemes per plant, length of pistillate region of main raceme, plant height, potential yield, and seed oil content. The genetic divergence among accesses and cultivars was studied by multivariate analysis techniques, with canonical variables and cluster analysis, making use of mean euclidean distance. Two groups were formed: group I, formed by eight genotypes; and group II, formed by one genotype, cultivar Mirante-10. In spite of being the more divergent, cultivar Mirante-10 should not be recommended for hybridization due to its low medium performance. The other cultivars also presented restrictions, as they were quite similar. The variables that more contributed to the genetic divergence were: days to flowering, length of pistillate region of main raceme, plant height, and seed oil content.

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil

     Affiliate Program