Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Dose preparatória versus injeção única: estudo comparativo entre diferentes doses de cisatracúrio

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Braga Angélica de Fátima de Assunção | Potério Glória Maria Braga | Braga Franklin Sarmento da Silva | Cremonesi Eugesse | Siqueira Francisco Pena | Carvalho Vanessa H

Journal: Revista Brasileira de Anestesiologia
ISSN 0034-7094

Volume: 53;
Issue: 1;
Start page: 9;
Date: 2003;
Original page

Keywords: BLOQUEADORES NEUROMUSCULARES/Adespolarizantes | BLOQUEADORES NEUROMUSCULARES/cisatracúrio

ABSTRACT
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A técnica da dose preparatória é uma alternativa para encurtar o tempo de latência dos bloqueadores neuromusculares adespolarizantes. O objetivo deste estudo foi avaliar o tempo para instalação do bloqueio neuromuscular máximo, as condições de intubação traqueal e as alterações cardiocirculatórias ocasionadas por diferentes doses de cisatracúrio em injeção única e em doses fracionadas. MÉTODO: Foram estudados 80 pacientes, estado físico ASA I e II, distribuídos em dois grupos de acordo com a dose de cisatracúrio: Grupo I (0,1 mg.kg-1) e Grupo II (0,2 mg.kg-1). Formaram-se subgrupos de acordo com a técnica de curarização usada: Subgrupos P1 e P2 (dose preparatória) - 0,02 mg.kg-1ou 0,04 mg.kg-1 de cisatracúrio, respectivamente, seguido após um minuto de 0,08 mg.kg-1 ou 0,16 mg.kg-1 do mesmo bloqueador neuromuscular, respectivamente; Subgrupos U1 e U2 - injeção única de dose total de 0,1 mg.kg-1 ou 0,2 mg.kg-1 de cisatracúrio, respectivamente. A Indução anestésica foi feita com etomidato precedido de alfentanil. A função neuromuscular foi monitorizada empregando-se a SQE a cada 12 segundos. Foram avaliados: o tempo para instalação do bloqueio neuromuscular máximo; as alterações de pressão arterial média e de freqüência cardíaca, e as condições de intubação traqueal. RESULTADOS: Os tempos para instalação do bloqueio neuromuscular máximo foram: Grupo I (3,90 ± 0,60 min e 3,88 ± 0,74 min, nos subgrupos P1 e U1, respectivamente) e Grupo II (1,40 ± 0,40 min e 2 ± 0,30 min, nos subgrupos P2 e U2, respectivamente) sem diferença significativa. A comparação entre os subgrupos P1 e P2 e os subgrupos U1 e U2, mostrou diferença significativa. As condições de intubação traqueal foram aceitáveis em todos os pacientes sem alterações cardiocirculatórias. CONCLUSÕES: As doses empregadas de cisatracúrio não encurtou o tempo para a instalação do bloqueio neuromuscular máximo, em relação ao seu emprego em injeção única, porém proporcionaram condições aceitáveis de intubação traqueal, sem alterações cardiocirculatórias.
Why do you need a reservation system?      Save time & money - Smart Internet Solutions