Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E O ESTADO INTERVENCIONISTA: VELHOS PROBLEMAS OU “NOVAS” SOLUÇÕES?

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Jefferson Carriello Carmo

Journal: Revista Emancipação
ISSN 1519-7611

Volume: 6;
Issue: 1;
Start page: 145;
Date: 2006;
Original page

Keywords: Ensino Profissional. Estado. Legislação Educacional. Lógica do Mercado. Neoliberalismo.

ABSTRACT
O objetivo deste texto é mostrar dois momentos que perpasssam a educação profissional. Primeiro, através do planejamento estratégico, o Estado adequa às suas necessidades econômicas e produtivas, a educação através das legislações educacionais e prepara o aluno para o trabalho, tendo como respaldo as empresas e os organismos diretamente ligados ao capital, cuja finalidade são os aspectos operacionais de treinamento, para o exercício da mão-de-obra qualificada. Segundo, através das teses neoliberais, a proposta central é a do mercado de livre comércio e a diminuição do intervencionismo estatal na economia. A função da escola passa a ser mais ampla; sua abrangência é redefinida em relação às suas funções tradicionais ideológicas e socializadoras; passa a ter como finalidade principal a formação técnica e comportamental de um novo tipo humano capaz de decifrar os novos códigos culturais de uma civilização técnico-científica. A educação profissional é incorporada à lógica do mercado, sendo uma das suas marcas a construção de um novo consenso, no qual o espaço público deixou de ser percebido como lugar de conquista e direito da sociedade e passou a ser lido como um entrave ao livre desenvolvimento das aptidões individuais que se expressam na iniciativa privada.
Why do you need a reservation system?      Affiliate Program