Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Efeito do acondicionamento térmico ambiental sobre o desempenho reprodutivo da fêmea suína

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Nunes Christiane Garcia Vilela | Costa Eduardo Paulino da | Oliveira Rita Flávia Miranda de | Donzele Juarez Lopes | Nunes Ricardo Vianna | Carvalho Giovanni Ribeiro de

Journal: Revista Brasileira de Zootecnia
ISSN 1516-3598

Volume: 32;
Issue: 4;
Start page: 854;
Date: 2003;
Original page

Keywords: acondicionamento térmico | eficiência reprodutiva | suínos

ABSTRACT
O objetivo deste experimento foi avaliar um sistema de acondicionamento térmico artificial para salas de porcas em gestação, em Ponte Nova-MG. Foram utilizadas 95 porcas Cambourough 22® (matriz comercial da Agroceres®), de segundo parto em diante, distribuídas em dois tratamentos. No tratamento 1, foram utilizadas 46 matrizes, submetidas, nos primeiros 35 dias de gestação, a um sistema de acondicionamento térmico artificial com o uso de ventiladores e nebulizadores, acionados automaticamente de acordo com a temperatura do ar (VFN). No tratamento 2, foram utilizadas 49 porcas submetidas, nos primeiros 35 dias de gestação, a um ambiente sem qualquer sistema de acondicionamento térmico artificial (SVFN). Após os 35 dias de gestação, todos os animais receberam o mesmo manejo até o parto. A temperatura média ambiente, para os tratamentos VFN e SVFN, foi de 22,6 e 23,4ºC, respectivamente. Nas horas mais quentes do dia, o sistema de acondicionamento térmico foi eficiente em reduzir a temperatura do ar em 2ºC. Apesar dessa diferença, o VFN não foi eficiente em reduzir a temperatura ambiente para a temperatura de conforto dos animais (18-20ºC); em ambos os tratamentos, os animais apresentaram frequência respiratória elevada. Entretanto, esta foi eficiente na manutenção da temperatura retal, o que significa que as porcas não foram submetidas a uma condição muito severa de estresse por calor, que justificasse a utilização do sistema de acondicionamento empregado. Ainda, para os parâmetros de eficiência reprodutiva, não foi observada diferença entre os tratamentos. Os níveis de progesterona no 6º e 13º dia pós-cobertura estavam dentro da normalidade para a espécie suína. Assim, para a época do outono, na região de Ponte Nova-MG, o sistema de acondicionamento térmico constituído por ventilação e nebulização não incrementou a eficiência reprodutiva.
Save time & money - Smart Internet Solutions     

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil