Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Efeito da forma física da ração sobre a porosidade, espessura da casca, perda de água e eclodibilidade em ovos de perdiz (Rhynchotus rufescens)

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Nakage ES | Cardozo JP | Pereira GT | Queiroz SA | Boleli IC

Journal: Revista Brasileira de Ciência Avícola
ISSN 1516-635X

Volume: 4;
Issue: 3;
Start page: 227;
Date: 2002;
Original page

Keywords: forma física | ração | porosidade | espessura da casca | eclodibilidade | perda de água

ABSTRACT
O objetivo do presente estudo foi avaliar se a forma física da ração (farelada e peletizada) afeta a porosidade e espessura da casca, e porcentagem de perda de água e eclodibilidade de ovos de perdiz. Os ovos foram coletados logo após a postura e separados em diferentes intervalos de peso (35-45g, 46-50g, 51-55g, 56-60g e 61-70g), sendo 10 ovos/classe/ração. O número de poros das cascas foi avaliado nas regiões apical, equatorial e basal dos ovos. Utilizou-se um micrômetro digital para a mensuração da espessura das três regiões da casca dos ovos, a partir dos quais obteve-se a espessura média por ovo. Os ovos para avaliação da eclodibilidade e porcentagem de perda de água do ovo até a transferência para o nascedouro (16º dia) foram pesados, desinfectados, incubados (T=35,5masculineC e UR= 70%) e transferidos no 16masculine dia de incubação para o nascedouro, onde foram mantidos até a eclosão. As análises estatísticas empregadas foram: Análise de Variância e de Correlação, e teste de Tukey 5%. Os dados mostraram que, em perdizes, o número de poros na casca pode variar com a região da casca, peso do ovo e a forma física da ração, e que a ingestão de ração peletizada promove um aumento na espessura da casca dos ovos sem alterar a eclodibilidade e a porcentagem de perda de água dos mesmos durante a incubação.
Save time & money - Smart Internet Solutions      Why do you need a reservation system?