Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Elasticidades preço e renda das exportações e importações: uma abordagem através de dados em painel para os Estados do Brasil = The price and income elasticities of exports and imports: an approach using panel data for States of Brazil

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Santos, Anderson Moreira Aristides dos et al.

Journal: Análise
ISSN 1516-2680

Volume: 22;
Issue: 2;
Start page: 202;
Date: 2011;
Original page

Keywords: COMÉRCIO EXTERIOR - BRASIL | EXPORTAÇÕES - BRASIL | IMPORTAÇÃO - BRASIL | PREÇOS - BRASIL | RENDA - BRASIL | CÂMBIO - BRASIL

ABSTRACT
Este trabalho busca estimar as elasticidades preço e renda das exportações e importações, para os estados do Brasil, no período de 1992-2007, através de painéis estáticos e dinâmicos. Os resultados do modelo estático mostram uma relação elástica positiva entre renda internacional e exportações (inelástica no período de 1992-2004), e inelástica positiva entre taxa de câmbio real e exportações. Este modelo também mostra uma relação elástica positiva entre PIB e importações, e inelástica negativa entre taxa de câmbio real e importações. Comparando o modelo dinâmico aos resultados do modelo estático, percebe-se que nesse último as elasticidades preço e renda das exportações são bem menores. Com relação às importações apenas a elasticidade-renda foi bem menor que a do modelo estático. Por fim, os coeficientes ligados às exportações e importações defasadas foram estatisticamente significativos, podendo supor a idéia de ajustamento não automático. This paper aims to estimate the elasticities price and income of the exports and imports for the states of Brazil, in the period 1992-2007, through static and dynamic panels. The results of the static model show a positive and elastic relationship between international income and exports (inelastic in the period 1992-2004), and positive inelastic between real exchange rate and exports. This model also shows a positive and elastic relationship among GDP and imports, and negative inelastic between real exchange rate and imports. Comparing the dynamic model to the results of the static model, the price and income elasticities of the exports both are very smaller in the dynamic model. For the case to the imports only the elasticity-income of imports was much smaller in the dynamic model than the one of the static model. Finally, the coefficients of lags to the exports and imports were significant, hence could suppose the idea of adjustment non automatic.
Affiliate Program     

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil