Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Energy supplementation on meat chemical composition and fatty acids of steers grazing black oat pasture/
Suplementação energética sobre a composição química e de ácidos graxos da carne de novilhos terminados em pastagem de aveia preta

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Fernanda Barros Moreira | Ivanor Nunes do Prado | Nilson Evelásio de Souza | Makoto Matsushita | Ivone Yurika Mizubuti | Lívia Maria Araújo Macedo

Journal: Semina : Ciências Agrárias
ISSN 1676-546X

Volume: 27;
Issue: 2;
Start page: 299;
Date: 2006;
Original page

Keywords: Ácidos graxos | Canola | Carne bovina | Forragem | Mandioca.

ABSTRACT
This work was carried out to evaluate the meat chemical composition (moisture, ash, crude protein, fat and cholesterol) and fatty acids contents of Longissimus dorsi muscle of cuts without and with backfat, of steers grazing black oat pasture split into two treatments: without or with daily energetic supplementation (400 g of cassava meal and 400 g of canola seeds per animal). There was no treatment effect on meat chemical composition. The fatty acids contents were similar between treatments on cuts without backfat. The cuts with backfat of supplemented animals presented lower n-6/n-3 relationship. The Longissimus dorsi cholesterol contents were similar to the values described for light meats like chicken and turkey breast. From the fatty acids presented in bovine meat, approximately 15% can be considered as potentially dangerous for the development of human cardiovascular diseases.O objetivo deste trabalho foi avaliar composição química da carne (umidade, cinzas, proteína bruta, gordura e colesterol) e a composição em ácidos graxos do músculo Longissimus dorsi com e sem gordura de cobertura de novilhos terminados em pastagem de aveia preta divididos em dois tratamentos: sem ou com suplementação energética diária (400 g de farinha de mandioca e 400g de canola em grão por animal). Não houve efeito do tratamento sobre a composição química da carne. A composição em ácidos graxos dos cortes sem gordura de cobertura foi semelhante entre os tratamentos. Os animais suplementados apresentaram menor relação n-6/n-3 nos cortes com a gordura de cobertura. Os níveis de colesterol do músculo Longissimus dorsi foram semelhantes aos valores descritos para carne magras como peito de frango ou de peru. Dos ácidos graxos presentes na carne bovina, aproximadamente 15% pode ser considerado como potencialmente perigoso para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares no homem.
Affiliate Program     

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil