Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Estratégias de coping de crianças vítimas e não vítimas de violência doméstica

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Lisboa Carolina | Koller Sílvia Helena | Ribas Fernanda Freitas | Bitencourt Kelly | Oliveira Letícia | Porciuncula Lízia Pacheco | Marchi Renata Busnello De

Journal: Psicologia: Reflexão e Crítica
ISSN 0102-7972

Volume: 15;
Issue: 2;
Start page: 345;
Date: 2002;
Original page

Keywords: Coping | microssistema escolar | agressividade | resiliência | risco | proteção

ABSTRACT
Este estudo teve como objetivo investigar as estratégias de coping adotadas por crianças vítimas e não vítimas de violência doméstica, quando inseridas no microssistema escolar. Participaram da pesquisa 87 crianças divididas em dois grupos: 49 vítimas e 38 não vítimas de violência doméstica, as quais responderam a uma entrevista estruturada nas suas escolas, que visava a identificar os problemas mais freqüentes experienciados com os professores e com os colegas e as estratégias de coping utilizadas. As crianças vítimas de violência doméstica apontaram como problema de maior freqüência as agressões verbais por parte da professora e a estratégia de coping de agredir fisicamente para lidar nos conflitos com seus pares. As crianças não vítimas citaram com maior freqüência a busca de apoio de outras pessoas como estratégia para lidar com seus problemas junto aos colegas. As meninas adotaram a inação, quando enfrentam problemas com seus professores e se incomodam mais com as agressões verbais destes. Os resultados são discutidos levando em conta o contexto ecológico e as relações hierárquicas e apontam subsídios para programas de intervenção, que promovam resiliência e adaptação sadia de criançasà escola.
Affiliate Program      Why do you need a reservation system?