Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Estratificação e dissimilaridade ambiental em genótipos de milho no Tocantins, com adubação e safras distintas

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Edmar Vinícius de Carvalho | Flávio Sérgio Afférri | Joênes Muci Peluzio | Eliane Aparecida Rotili | Michel Antônio Dotto | Weder Ferreira dos Santos

Journal: Comunicata Scientiae
ISSN 2176-9079

Volume: 4;
Issue: 3;
Start page: 277;
Date: 2013;
Original page

Keywords: Zea mays L. | Interação genótipo e ambiente | Estresse nutricional

ABSTRACT
O objetivo, desta pesquisa, foi avaliar o efeito da estratificação e dissimilaridade ambiental emgenótipos de milho, quanto a produção de grãos e de massa verde da planta, no Tocantins, usandomanejo de adubação e safra como fatores de diferenciação dos ambientes. Foram conduzidosoito experimentos em delineamento de blocos casualizados com 16 genótipos e duas repetições,cada. A massa verde da planta foi avaliada no estágio de grãos farináceos e, a de grãos, apósa maturação fisiológica. A estratificação ambiental foi realizada segundo o método de Lin (1982).A dissimilaridade ambiental foi estimada pelo método de Cruz & Castoldi (1991), com obtençãodas frações simples e complexa da interação GxA, além da correlação de Pearson entre os paresde ambientes. A fração complexa representou, para ambas as características, 90% da interaçãoGxA. O manejo da adubação e a safra foram eficazes em proporcionar condições distintas dedesenvolvimento dos genótipos.
Why do you need a reservation system?      Affiliate Program