Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Estudos epidemiológicos sobre Demodex canis em Londrina, PR Estudos epidemiológicos sobre Demodex canis em Londrina, PR

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Odilon Vidotto | Ademir Benedito da Luz Pereira | Inácio Afonso Kroetz | Milton Histashi Yamamura | Eliane Cristina Palaoro Pereira | Marco Antonio Rocha

Journal: Semina : Ciências Sociais e Humanas
ISSN 1676-5443

Volume: 6;
Issue: 1;
Start page: 36;
Date: 2010;
Original page

Keywords: Sarna demodécica | Demodex canis | Afecções da pele.

ABSTRACT
Foram estudados 340 exames de raspado de pele de cães, no Laboratório de Parasitologia do Departamento de Medicina Veterinária da Universidade Estadual de Londrina, PR. Este material, foi colhido de cães com afecções de pele, atendidos no Hospital Veterinário desta Universidade e em clínicas particulares da região, e chegou ao laboratório para pesquisar presença de ectoparasitas, durante o período de janeiro de 1980 a dezembro de 1983. Do total de raspados (340) estudados, 96 (28,24%) apresentaram Oemodex canis , em quantidades e formas variáveis, apresentando relação clínica com a doença. O diagnóstico de sarna demodécica foi baseado na sintomatologia clínica e na presença do agente etiológico no raspado de pele, detectado através de microscopia direta em solução de hidróxido de Potássio (KOH) a 10%. Nas condições em. que foi realizado o presente estudo e baseado nos seus resultados, pode-se concluir que animais entre zero e doze meses de idade são mais susceptíveis; que a raça parece influenciar no aparecimento de sarna demodécica; que o sexo não influenciou na ocorrência de casos positivos, nos animais examinados; que não houve variação sazonal na distribuição dos casos de sarna demodécica. Three hundred and forty dog skin scrapings were examined in the Parasitology Laboratory of the veterinary medicine department at the University, of Londrina Paraná, to study the epidemiology of Demodex canist The specimens were obtained from the University Veterinary Hospital and other private clinics in the region from January 1980 to December 1983. Demodex canis was present in 96 scrapings (28,26%) in variable quantities showing clinical relation of the disease. The demodectic mange diagnosis was made on the basis of clinical symptoms and the presence of etiological agent by direct microscopic examination of scrapings in a 10% Potassium hydroxide solution, The following conclusions were made from this study: the dogs between o to 12 months of age were more susceptible; the breed seemed to have an influence on the appearance of demodectic mange; the sex had no influence on the ocurrance of the disease; no variations in the seasonal distribution of the demodectic mange were noticed.

Tango Jona
Tangokurs Rapperswil-Jona

     Affiliate Program