Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Evolução da resistência de Pseudomonas aeruginosa e Acinetobacter baumannii em unidades de terapia intensiva

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Marciano de Sousa Nóbrega | José Rodrigues do Carmo Filho | Milca Severino Pereira

Journal: Revista Eletrônica de Enfermagem
ISSN 1518-1944

Volume: 15;
Issue: 3;
Start page: 696;
Date: 2013;
VIEW PDF   PDF DOWNLOAD PDF   Download PDF Original page

Keywords: Pseudomonas aeruginosa | Acinetobacter baumannii | Resistência a Medicamentos | Anti-Infecciosos | Infecção Hospitalar.

ABSTRACT
Este estudo objetivou descrever o perfil de susceptibilidade de A. baumannii e P. aeruginosa, analisar a tendência à resistência bacteriana e o consumo de antimicrobianos. Pesquisa retrospectiva, descritiva e transversal desenvolvida nas unidades de terapia intensiva para adultos em um hospital público de ensino de grande porte, conveniado com o Sistema Único de Saúde. Foram identificados 121 casos de infecções por P. aeruginosa e A. baumannii. A taxa média inicial de resistência foi alta para ambos os microrganismos. Houve um aumento significativo na resistência para amicacina em A. baumannii. Nas infeções por P. aeruginosa ouve aumento no consumo de amicacina, imipenem e piperacilina-tazobactam e imipenem nas infecções por A. baumannii. Não houve correlação entre a resistência bacteriana e o consumo de antimicrobianos. A mortalidade e o tempo de permanência foram maiores no grupo em estudo e a resistência bacteriana foi elevada. Houve aumento no consumo de amicacina, imipenem e piperacilina-tazobactam.
Affiliate Program      Why do you need a reservation system?