Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Exame microbiológico da tuberculose como subsídio à inspeção post-mortem de bovinos.

ADD TO MY LIST
 
Author(s): P. S. A. Pinto | J. E. Faria | M. I. V. Viloria | P. D. Bevilacqua

Journal: Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal
ISSN 1519-9940

Volume: 3;
Issue: 1;
Date: 2005;
Original page

Keywords: tuberculose | exame microbiológico | micobactérias | inspeção de carnes

ABSTRACT
RESUMO: Como o exame histopatológico, o bacteriológico tem sido apontado como a sinalização mais segura da presença de micobactérias em animais com tuberculose e outras micobacterioses. Foram examinados 48 bovinos reagentes ou suspeitos à prova de tuberculinização intradérmica ano-caudal e comparativa cervical. O exame microbiológico se constituiu do isolamento de Mycobacterium sp e da determinação da presença de bacilos álcool-ácido resistentes (BAAR) nas amostras (Ziehl Neelsen). Observou-se uma baixa sensibilidade do exame microbiológico frente ao exame anatomopatológico (38,7%) e, relativamente baixa, à tuberculinização (62%). O exame microbiológico foi positivo diversas vezes, em situações de ausência de lesões, confirmando a sua importância em situações especiais de inspeção que demandem maior proteção à saúde pública. A ocorrência de lesões em órgãos na ausência de micobactérias, foi o segundo perfil de diagnóstico entre diferentes métodos, apresentado em ordem de freqüência. Estes resultados reforçam a necessidade de avaliação microbiológica simultânea a outros recursos diagnósticos, bem como o emprego conjunto do isolamento e da baciloscopia em lâmina, para a análise microbiológica. A comprovação das micobactérias atípicas, comuns em bovinos, como agentes etiológicos da tuberculose humana, principalmente em pacientes portadores do vírus HIV, refletem a importância da atualização do conceito da patogenicidade desse grupo de bactérias ao homem, bem como do seu diagnóstico em animais produtores de carne. PALAVRAS CHAVE: tuberculose, exame microbiológico, micobactérias, inspeção de carnes. ABSTRACT: As the histopathological, the bacteriological exam has been the safest method to show the mycobacteria presence in animals with tuberculosis and other mycobacteriosis. Forty eigth positive or suspects bovine tuberculin were examined. The bacteriological exam was performed with the mycobacteria culture and the determination of the acid-fast bacilli presence. The sensitivity of the bacteriological exam to the anatomopathological exam was low (38,7%) and higher to the tuberculin (62%). In the absence of lesions, the result of the bacteriological exam was positive several times, showing its importance in special situations of inspection that demand more public health protection. The mycobacteria absence and the occurrence of lesions in organs simultaneously, was the second diagnosis profile among different methods. These results reinforce the need of the simultaneous bacteriological evaluation with other diagnoses methods, as well as the simultaneous employment of the culture and the direct acid-fast bacilli demonstration for the bacteriological analysis. The confirmation of the atypicals mycobacteria, that is common in bovine, as etiologic agents of the human tuberculosis, mainly in carriers of the HIV virus, reflects the importance to update the concept of the human patogenicity of that microorganisms and the importance of its diagnosis in meat producing animals. KEYWORDS: tuberculosis, microbiological analysis, mycobacteria, meat inspection.

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil

     Save time & money - Smart Internet Solutions