Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Exclusão social e descentralização político-administrativa: a especificidade da política de assistência social

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Reis, Carlos Nelson dos | Herpich, Marta Carrer

Journal: Textos & Contextos
ISSN 1679-2041

Volume: 2;
Issue: 1;
Start page: Dados elet;
Date: 2003;
Original page

Keywords: EXCLUSÃO SOCIAL | CAXIAS DO SUL (RS) - CONDIÇÕES SOCIAIS | ASSISTÊNCIA SOCIAL

ABSTRACT
Ao longo dos anos 80, em paralelo ao processo de reestruturação industrial das economias desenvolvidas, o termo exclusão social ganha destaque e passa fazer parte da agenda dos principais congressos internacionais. A exclusão social é um fenômeno que abrange diferentes formas e níveis. Sua definição se objetiva a partir da situação e do momento político, econômico e social de cada local ou região onde o fenômeno esteja ocorrendo. Neste mesmo período, vem sendo aprofundado um conjunto de reformas institucionais que redefinem a ação estatal nas atividades produtivas e de serviços. No Brasil essa redefinição, no que respeita à esfera da produção, vem sendo efetivada, em partes, pela privatização das empresas estatais e, no referente a serviços tais como, saúde, educação e assistência social, a redefinição está sendo implementada por meio de um processo de descentralização que tem evidenciado alguma inconsistência. O presente texto busca confrontar a questão da exclusão social com a descentralização administrativa da assistência social. Para tanto, inicia tratando da complexidade que envolve o fenômeno exclusão social e, posteriormente, mostra alguns pontos da inconsistente descentralização da assistência social, tendo como referência a cidade de Caxias do Sul.

Tango Jona
Tangokurs Rapperswil-Jona

     Save time & money - Smart Internet Solutions