Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

EXTRAÇÃO DE LIPÍDEOS DA AMÊNDOA DE CASTANHA DE CAJU COM CO2 SUPERCRÍTICO

ADD TO MY LIST
 
Author(s): LAMEIRA Claudia Pilar | COELHO Gerson L. V. | MOTHÉ Cheila G.

Journal: Ciência e Tecnologia de Alimentos
ISSN 0101-2061

Volume: 17;
Issue: 4;
Start page: 405;
Date: 1997;
Original page

Keywords: Extração supercrítica | lipídeos | amêndoa de castanha de caju | dióxido de carbono

ABSTRACT
Nos últimos anos, vem crescendo o interesse em alimentos com baixo índice de calorias. Nos métodos tradicionais de extração de lipídeos com solventes orgânicos, devido as condições de extração, a integridade dos compostos extraídos e da matriz pode ser afetada pela decomposição térmica ou por contaminação pelo solvente. A extração com fluido supercrítico (EFSC) pode proporcionar um método alternativo para remover lipídeos, sem que haja redução significativa nas propriedades organolépticas do produto. O objetivo deste trabalho é extrair parcialmente o óleo contido na amêndoa da castanha de caju (Anacardium occidentale) com dióxido de carbono (CO2) supercrítico em condições de pressão de 100-170 bar e temperatura de 40-80 (C, para obter um produto de valor calórico reduzido que poderá ser usado como substituto para o amendoim e outras amêndoas na indústria de confeitos. Os experimentos foram realizados em um extrator de 300 ml, dispondo de sistemas de agitação magnética e variação de temperatura. Os resultados experimentais mostraram que o aumento da pressão acarretou um aumento na eficiência de extração. O efeito da temperatura foi o mesmo porém menos significativo.
Save time & money - Smart Internet Solutions      Why do you need a reservation system?