Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Fatores de risco associados ao desempenho reprodutivo da fêmea suína

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Amaral A.L. | Morés N. | Barioni Júnior W. | Wentz I. | Bortolozzo F.P. | Sobestiansky J. | Dalla Costa O.A.

Journal: Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia
ISSN 0102-0935

Volume: 52;
Issue: 5;
Start page: 479;
Date: 2000;
Original page

Keywords: Suíno | fator de risco | reprodução | tamanho da leitegada

ABSTRACT
Durante um ano foi realizado um estudo epidemiológico em 10 sistemas de produção de suínos (produtores de leitões ou ciclo completo), com o objetivo de investigar os fatores de risco que melhor explicam as variações na produtividade da fêmea suína. Foi aplicado um questionário para obtenção de informações relacionadas a genética, sanidade, nutrição, instalações e manejo. As respostas envolveram 271 fêmeas. Elas foram submetidas a procedimentos estatísticos de análise descritiva, análise de correspondência múltipla e classificação hierárquica ascendente das fêmeas. Dessas, 236 (87,1%) pariram em média 11,4± 2,8 leitões, 31 (11,4%) apresentaram retorno ao estro, 3 (1,1%) abortaram e 1 (0,4%) apresentou falsa gestação. As variáveis explicativas que melhor discriminaram as fêmeas quanto ao número total de leitões nascidos (variável objetiva) foram: antecedentes reprodutivos, infecção urinária, temperatura retal no dia da cobrição e até quatro dias após, tempo de cobrição, método de cobrição e soroconversão para parvovírus. Os resultados sugerem que é possível melhorar o desempenho reprodutivo dos rebanhos suínos pela identificação e correção dos fatores de risco identificados neste estudo.
Save time & money - Smart Internet Solutions     

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil