Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Fitomassa epigéa da mata ciliar do rio Mogi-Guaçu, Itapira - SP

ADD TO MY LIST
 
Author(s): MOREIRA-BURGER DÉBORAH | DELITTI WELINGTON B. C.

Journal: Revista Brasileira de Botânica
ISSN 0100-8404

Volume: 22;
Issue: 3;
Start page: 429;
Date: 1999;
Original page

Keywords: Allometry | biomass | gallery forest

ABSTRACT
Este trabalho teve como objetivos estimar a fitomassa epigéa da mata ciliar do rio Mogi-Guaçu e determinar a melhor equação preditiva da fitomassa arbórea. O trabalho foi realizado num fragmento de mata localizado no município de Itapira - SP (22°21'S e 46°51'W). Foram delimitadas 12 parcelas de 25 m², para determinação da fitomassa através do método destrutivo. Os indivíduos arbóreos foram identificados e cortados ao nível do solo. De cada árvore, foram tomadas medidas de perímetro basal e altura. As folhas foram separadas manualmente dos ramos para determinação do peso fresco da porção foliar e lenhosa. A vegetação herbácea-arbustiva, de porte inferior a 1,3 m, existente em 3 m² de cada parcela, foi cortada ao nível do solo e tomadas as medidas de peso fresco da porção lenhosa e não lenhosa. O mesmo procedimento foi adotado para as lianas. Amostras de cada fração foram secas em estufa a 80°C, até peso constante, para determinação do peso seco. A fitomassa média obtida foi de 133,3 t.ha-1, sendo 88,5% referentes ao estrato arbóreo, 11,3% às lianas e 0,2% ao estrato herbáceo. A equação que melhor estima a fitomassa arbórea total de mata com características e condições semelhantes às da mata ciliar estudada foi definida como: Massa seca total = [ 0,523 + 0,053 perímetro]³.
Save time & money - Smart Internet Solutions      Why do you need a reservation system?