Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Fontes e métodos de aplicação de fósforo na cultura do melão Sources and application methods of phosphorus on the melon crop

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Luiza Teixeira de Lima Brito | Nivaldo Duarte Costa | José Monteiro Soares | Clementino Marcos Batista de Faria | Geraldo Milanez Resende

Journal: Pesquisa Agropecuária Brasileira
ISSN 0100-204X

Volume: 34;
Issue: 10;
Start page: 1969;
Date: 1999;
Original page

ABSTRACT
Em Petrolina, PE, foi realizado um estudo com a cultura do melão (Cucumis melo L.), cultivar Valenciano Amarelo, num Latossolo Vermelho-Amarelo, com o objetivo de avaliar o efeito de fontes de fósforo aplicadas convencionalmente (em fundação) e via água de irrigação. O experimento consistiu de cinco tratamentos: 1. superfosfato simples; 2. MAP (fosfato monoamônico), aplicados pelo método convencional (em fundação); 3. MAP aplicado até 15 dias após a germinação; 4. MAP aplicado até 30 dias após a germinação e 5. MAP aplicado até 42 dias após a germinação. Nos tratamentos 3, 4 e 5 o MAP foi aplicado via água de irrigação. Os tratamentos receberam a mesma dosagem de fósforo (120 kg/ha de P2O5), conforme recomendado pela análise do solo. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados, com quatro repetições. Constatou-se que as maiores produtividades de frutos comerciais foram obtidas com MAP (27,42 t/ha) e com superfosfato simples (25,96 t/ha) aplicados pelo método convencional, não diferindo do MAP aplicado via água de irrigação até 30 e 42 dias após a germinação, mas superando a produtividade de 19,47 t/ha obtida com o MAP aplicado via água de irrigação até 15 dias após a germinação. Verificou-se que as fontes de fósforo e os modos de aplicação não influenciaram no peso médio dos frutos (1,86 kg/fruto) -- 89,40% dos frutos obtidos enquadraram-se nos tipos 6 e 8 -- e no teor de sólidos solúveis nos frutos por ocasião da colheita, cujos valores oscilaram entre 12,75 e 13,17º Brix.This study was carried out at Petrolina, PE, Brazil, with the objective of evaluating the effect of two sources of phosphorus applied conventionally and through trickle water irrigation on melon (Cucumis melo L.), cv. Valenciano Amarelo. The experiment was run in a randomized complete blocks design, with four replications and five treatments: 1. simple superphosphate; 2. monoammonium phosphate (MAP) applied conventionally; 3. MAP applied through trickle water irrigation up to 15 days after germination; 4. MAP applied through trickle water irrigation up to 30 days after germination, and 5. MAP applied through trickle water irrigation up to 42 days after germination. All the treatments had the same amount of phosphorus (120 kg/ha of P2O5) according to soil analysis. The highest commercial fruit yields were obtained with MAP and simple superphosphate applied conventionally (27.42 and 25.96 ton/ha, respectively), not differing from MAP applied through trickle water irrigation up to 30 and 42 days after germination, but surpassing the yield of 19.47 ton/ha obtained with MAP applied through water irrigation up to 15 days after germination. It was found that the sources of phosphorus and ways of application did not influence on the mean weight of fruits (1.86 kg) and on the soluble solids content at harvest time, which varied from 12.75 to 13.17ºBrix.
Save time & money - Smart Internet Solutions     

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil