Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

O Gerente-Ciborgue: metáforas do gestor “pós-humano” [Cyborg-Manager: the Post-Human Manager Metaphor]

ADD TO MY LIST
 
Author(s): César Tureta | Maria José Tonelli | Rafael Alcadipani

Journal: Organizações & Sociedade
ISSN 1413-585X

Volume: 18;
Issue: 58;
Start page: 467;
Date: 2011;
VIEW PDF   PDF DOWNLOAD PDF   Download PDF Original page

Keywords: Gerentes | Metáforas | Não-humanos | Pós-humanismo | Tecnologias | Managers | Metaphors | Non-humans | Post-Humanism | Technologies

ABSTRACT
Este ensaio teórico tem por objetivo apresentar a metáfora do gerente-ciborgue como um “instrumento” analítico capaz de apreender as recentes transformações ocorridas no mundo do trabalho, tomando como referência o redirecionamento do conceito de “social”, que considera a coexistência humana como constituída por elementos materiais. As fronteiras que antes demarcavam a divisão entre humanos e não-humanos já não são muito claras, pois os materiais representam elementos indispensáveis para a produção de ações e desempenho de atividades no trabalho. Argumentamos que ampliar o escopo analítico para a participação dos não-humanos nas atividades dos gerentes permite a compreensão de recentes fenômenos que surgem no espaço de trabalho, principalmente àqueles vinculados a novas tecnologias. Concluímos que a análise das relações de trabalho, por meio da metáfora do gerente-ciborgue, possibilita entender alguns aspectos críticos que esse trabalhador tem vivenciado, além de se apresentar como uma lente de análise interessante para futuras investigações empíricas acerca das implicações e alterações que a participação dos elementos não-humanos gera nas atividades dos gerentes. --- Cyborg-Manager: the Post-Human Manager Metaphor --- Abstract --- This paper aims to present the cyborg-manager metaphor as a useful analytical “tool” to understand the recent changes that have taken place in employment relationships. We take as point of departure the redirection of the “social” concept, which considers human coexistence as consisting of material elements. The boundaries that established the division between humans and non-humans are no longer very clear, because materials are indispensable elements for action and performance of activities at work. We argue that extending the analytical scope to include the participation of non-humans in management activities, enables a comprehension of some phenomena that arise in the workplace, particularly those related to new technologies. We conclude that employment relationships analysis through the cyborg-manager metaphor allows an understanding of some critical aspects experienced by employees, as well as offering an interesting lens of analysis for future empirical research related to the participation of these elements in management activities.
Why do you need a reservation system?      Save time & money - Smart Internet Solutions