Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Growth, ion accumulation and yield of tomato plants irrigated with saline water
Crescimento, acúmulo de íons e produção de tomateiro irrigado com água salina

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Antonio Lucineudo Oliveira Freire | Vlaminck Paiva Saraiva | José Romilson Paes Miranda | Genildo Bandeira Bruno

Journal: Semina : Ciências Agrárias
ISSN 1676-546X

Volume: 31;
Issue: Suplemento 1;
Start page: 1133;
Date: 2010;
Original page

Keywords: Salinidade | Nutrição mineral | Tolerância à salinidade

ABSTRACT
Tomato (Lycopersicon esculentum Mill.) is one of the most consumed vegetables in the world. In Paraiba State, the yield is bellow the national average, and the salinity has contributed for this. This work aimed to evaluate the salinity effects in growth, plant nutrition and yield on two tomato cultivars. Santa Adelia and Meia Estaca cultivars were irrigated with saline water (0.4; 1.5; 3.0; 3.5; and 6.0 dS m-1), in a 2x5 factorial design, with 3 replications. Shoots and roots dry matter, the relative growth rate, N, K, Ca, Mg, S, and Na contents in the leaves, and fruits yield were analyzed. The salinity reduced shoot dry matter in Santa Adelia cultivar. Both cultivars had different behaviors related to leaf ion contents. The salinity reduced the fruit yield. Meia Estaca cultivar was more salt tolerant than Santa Adelia cultivar.O tomateiro (Lycopersicon esculentum Mill.) é uma das hortaliças mais consumidas no mundo. No Estado da Paraíba, sua produtividade encontra-se abaixo da média nacional e a salinidade é um dos fatores que têm contribuído para isso. Esse trabalho teve como objetivo avaliar os efeitos da salinidade no crescimento, na nutrição mineral e na produção de duas cultivares de tomateiro rasteiro. Foram estudadas as cultivares Santa Adélia e Meia Estaca, irrigadas com água apresentando condutividades elétricas de 0,4; 1,5; 3,0; 4,5 e 6,0 dS m-1, constituindo um fatorial 2x5, com 3 repetições. Analisaram-se a massa seca da parte aérea e das raízes, a taxa de crescimento relativo, os teores foliares de N, K, Ca, Mg, S e Na, e a produção de frutos. Observou-se que a salinidade reduziu a massa seca da parte aérea nas plantas da cultivar Santa Adélia. As cultivares apresentaram comportamento diferenciado quanto aos teores dos nutrientes nas folhas. A salinidade reduziu a produção de frutos. A cultivar Meia Estaca foi mais tolerante à salinidade do que a Santa Adélia.
Affiliate Program      Why do you need a reservation system?