Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Habitat partitioning, habits and convergence among coastal nektonic fish species from the São Sebastião Channel, southeastern Brazil

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Fernando Zaniolo Gibran

Journal: Neotropical Ichthyology
ISSN 1679-6225

Volume: 8;
Issue: 2;
Start page: 299;
Date: 2010;
Original page

Keywords: Body form | Fins shape | Fins position | Pelagic fishes | Ecomorphology

ABSTRACT
Based on a fish survey and preliminary underwater observations, 17 "morphotypes" were identified that characterize the morphological diversity found within 27 nektonic fish species sampled at São Sebastião Channel. Such "morphotypes" were studied using an ecomorphological approach, with the intention to investigate similarities and differences in shape and habits. Underwater field observations were also performed, to verify if the lifestyle of these species, such as vertical occupation of the water column and the habitat use, are in accordance with their distribution in the morphospace. The results, complemented with data from scientific literature on the taxonomy and phylogenies of these species, allowed discussing some of the typical cases of convergent and divergent evolution. Some of the ecomorphological clusters had no phylogenetic support although this is probably due to the environmental conditions in which theirs members have evolved. The body shape and fins positions of a fish clearly influence its ecological performance and habitat use, corroborating the ecomorphological hypothesis on the intimate link between phenotype and ecology.Com base em um levantamento ictiofaunístico realizado com diversos métodos de captura e em observações subaquáticas preliminares foram selecionados 17 "morfótipos" representativos da diversidade morfológica apresentada dentre 27 espécies de peixes nectônicos amostradas no Canal de São Sebastião. Tais "morfótipos" foram estudados por meio de uma abordagem ecomorfológica com o intuito de investigar semelhanças e diferenças quanto às suas formas e hábitos. Observações diretas no ambiente também foram realizadas para verificar se o modo de vida dessas espécies, assim como a ocupação vertical da coluna d'água e o uso do habitat, condizem com suas distribuições pelo espaço morfológico. Os resultados obtidos, complementados com dados da literatura científica sobre taxonomia e relações de parentesco evolutivo dessas espécies, permitiram discutir alguns típicos casos de convergência e divergência evolutiva. Alguns agrupamentos ecomorfológicos não tiveram qualquer suporte filogenético tendo sido resultantes, provavelmente, das condições ambientais na qual seus membros evoluíram. A forma do corpo e a posição das nadadeiras de um peixe claramente influenciam seu desempenho ecológico e o uso do habitat, corroborando a hipótese ecomorfológica sobre a estreita relação entre fenótipo e ecologia.

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil

     Affiliate Program