Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Improving node number simulation in soybean Melhoria na simulação do número de nós em soja

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Nereu Augusto Streck | Gizelli Moiano de Paula | Felipe Brendler Oliveira | Ana Paula Schwantes | Nilson Lemos de Menezes

Journal: Pesquisa Agropecuária Brasileira
ISSN 0100-204X

Volume: 44;
Issue: 7;
Start page: 661;
Date: 2009;
Original page

Keywords: Glycine max | taxa de aparecimento de nós | desenvolvimento vegetativo | estádios-V | Glycine max | node appearance rate | vegetative development | V-stages

ABSTRACT
The objective of this study was to improve the simulation of node number in soybean cultivars with determinate stem habits. A nonlinear model considering two approaches to input daily air temperature data (daily mean temperature and daily minimum/maximum air temperatures) was used. The node number on the main stem data of ten soybean cultivars was collected in a three-year field experiment (from 2004/2005 to 2006/2007) at Santa Maria, RS, Brazil. Node number was simulated using the Soydev model, which has a nonlinear temperature response function [f(T)]. The f(T) was calculated using two methods: using daily mean air temperature calculated as the arithmetic average among daily minimum and maximum air temperatures (Soydev tmean); and calculating an f(T) using minimum air temperature and other using maximum air temperature and then averaging the two f(T)s (Soydev tmm). Root mean square error (RMSE) and deviations (simulated minus observed) were used as statistics to evaluate the performance of the two versions of Soydev. Simulations of node number in soybean were better with the Soydev tmm version, with a 0.5 to 1.4 node RMSE. Node number can be simulated for several soybean cultivars using only one set of model coefficients, with a 0.8 to 2.4 node RMSE.O objetivo deste trabalho foi melhorar a simulação do número de nós em cultivares de soja de hábito de crescimento determinado. Foi utilizado um modelo não linear que considera duas abordagens para entrada dos dados de temperatura diária do ar (temperatura média diária e temperaturas mínima/máxima diárias). Foram usados dados de número de nós na haste principal de dez cultivares de soja coletados em um experimento de campo durante três anos (de 2004/2005 a 2006/2007) em Santa Maria, RS. O número de nós foi simulado com o modelo Soydev, que tem uma função não linear de resposta à temperatura [f(T)]. A f(T) foi calculada por dois métodos: pela temperatura média diária do ar, determinada pela média aritmética entre as temperaturas mínima e máxima diárias (Soydev tmédia), e pela média entre os valores das f(T)s da temperatura mínima do ar e da temperatura máxima do ar (Soydev tmm). A raiz do quadrado médio do erro (RQME) e os desvios (simulado menos observado) foram as estatísticas usadas para avaliar o desempenho das duas versões do Soydev. A simulação do número de nós em soja foi melhor com a versão Soydev tmm, com um RQME de 0,5 a 1,4 nós. O número de nós pode ser simulado em várias cultivares de soja usando-se apenas um conjunto de coeficientes, com uma RQME entre 0,8 e 2,4 nós.
Affiliate Program     

Tango Jona
Tangokurs Rapperswil-Jona