Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Incidência de ocratoxina A em café torrado e moído e em café solúvel consumido na cidade de Belo Horizonte, MG

ADD TO MY LIST
 
Author(s): PRADO Guilherme | OLIVEIRA Marize Silva de | ABRANTES Fabiana Moreira | SANTOS Luciana Gonçalves dos | VELOSO Thaís | BARROSO Rita Elaine de Souza

Journal: Ciência e Tecnologia de Alimentos
ISSN 0101-2061

Volume: 20;
Issue: 2;
Start page: 192;
Date: 2000;
Original page

Keywords: ocratoxina A | café | cromatografia líquida de alta eficiência

ABSTRACT
A ocorrência de ocratoxina A foi verificada em amostras de café solúvel e café torrado e moído, comercializados em Belo Horizonte/MG, no período de outubro/1998 a maio/1999. O método usado para a determinação de ocratoxina A foi a cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) em combinação com cromatografia de imunoafinidade. Os valores de recuperação e coeficiente de variação de ocratoxina A foram superiores a 73% e inferiores 15%, respectivamente. As amostras de café solúvel e café torrado e moído, continham níveis de ocratoxina A entre 0,31 e 1,78ng/g e 0,99 e 5,87ng/g, respectivamente. Os resultados revelaram que o café não apresenta níveis de contaminação significativos.

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil

     Save time & money - Smart Internet Solutions