Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Indução de resistência à podridão-parda em pêssegos pelo uso de eliciadores em pós-colheita Induction of resistance to brown-rot on peaches by elicitors use in post-harvest

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Moeses Andrigo Danner | Simone Aparecida Zolet Sasso | José Gilberto Sousa Medeiros | José Abramo Marchese | Sérgio Miguel Mazaro

Journal: Pesquisa Agropecuária Brasileira
ISSN 0100-204X

Volume: 43;
Issue: 7;
Start page: 793;
Date: 2008;
Original page

Keywords: Monilinia fructicola | acibenzolar-S-metil | fenilalanina amônia-liase | harpina | resistência sistêmica adquirida | Monilinia fructicola | acibenzolar-S-methyl | phenylalanine ammonia-lyase | harpin | systemic acquired resistance

ABSTRACT
O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito dos eliciadores acibenzolar-S-metil e proteína harpina, aplicados em pós-colheita, na indução de resistência sistêmica à podridão-parda em pêssegos. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com quatro repetições, em parcelas subdivididas - com e sem ferimentos provocados aos frutos -, e os tratamentos foram constituídos por: acibenzolar-S-metil (50 mg do i.a. L-1), dois produtos comerciais com proteína harpina (80 mg do i.a. L-1) e uma testemunha (água destilada). Os frutos foram pulverizados, individualmente, com 1 mL de solução aquosa com os tratamentos e, após 12 horas, efetuou-se a inoculação com Monilinia fructicola (0,2 mL da suspensão com concentração de 10(5) esporos mL-1, em cada lado do fruto). Após 60 horas da inoculação, avaliaram-se: a área lesionada, a esporulação e o percentual de controle. Determinaram-se os teores de proteínas totais, açúcares redutores e totais, fenóis, além da atividade da enzima fenilalanina amônia-liase (FAL). Os eliciadores induziram resistência dos frutos a M. fructicola, com redução do desenvolvimento do fungo. O uso dos eliciadores aumentou os teores dos parâmetros bioquímicos avaliados e a atividade da FAL, que esteve relacionada à redução da área lesionada em pêssegos. Os indutores podem contribuir para o manejo integrado da podridão-parda em pêssegos, em pós-colheita.The objective of this work was to evaluate the effects of acibenzolar-S-methyl and harpin protein elicitors, applied in post-harvest, in systemic resistance induction to brown-rot, on peaches. A completely randomized design was utilized, with four replicates, in a split plot scheme - injured or noninjured peaches -, and treatments were constituted of : acibenzolar-S-methyl (50 mg of a.i. L-1), two commercial products with harpin protein (80 mg of a.i. L-1); and control (distilled water). Peaches were sprayed individually with 1 mL of aqueous solution containing the treatments and, after 12 hours, the inoculation of Monilinia fructicola was carried out (0.2 mL of spore suspension with 10(5) spores mL-1, in each side of the fruit). Sixty hours past inoculation, the size of lesions, esporulation and percentage of control were evaluated. The contents of total protein, total phenol, total and reducing sugar, besides activity of phenylalanine ammonia-lyase (PAL), were determined. The elicitors induce resistance to M. fructicola, with reduction in fungal development. Elicitor's increased the evaluated biochemical parameters and the activity of PAL, which was related to the size reduction of lesions in peaches. The elicitors could be used in integrated management of brown-rot, in post-harvest applications.
Affiliate Program     

Tango Jona
Tangokurs Rapperswil-Jona