Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

INFLUÊNCIA DA DESRAMA SOBRE A DENSIDADE DA MADEIRA DE PRIMEIRO DESBASTE DE Pinus elliottii Engelm

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Ana Cristina Schilling | Paulo Renato Schneider | Clóvis Haselein | César Augusto G. Finger

Journal: Ciência Florestal
ISSN 0103-9954

Volume: 7;
Start page: 77;
Date: 1997;
VIEW PDF   PDF DOWNLOAD PDF   Download PDF Original page

Keywords: Pinus elliottii | desrama | densidade da madeira | qualidade da madeira

ABSTRACT
Nesse trabalho buscou-se avaliar a influência de diferentes intensidades de desrama sobre a densidade da madeira seca ao ar e densidade básica da madeira de primeiro desbaste de Pinus elliottii E. Para tanto, utilizou-se dados de um experimento em blocos ao acaso com três repetições, instalado em povoamento com 10 anos de idade, onde foram avaliados 5 tratamentos: T1 - sem desrama; T2 - desrama seca; T3 - desrama de 40% da altura total; T4 - desrama de 50% da altura total; e T5 - desrama de 60% da altura total. Em cada unidade experimental foram amostradas 3 árvores. A densidade da madeira seca ao ar foi obtida a partir de corpos de prova de 4 x 4 x 20 cm, e, para a determinação da densidade básica, foram utilizados discos retirados a 0,10 m de altura nas árvores amostradas. Na análise dos dados de densidade da madeira seca ao ar não foram encontradas regressões significativas, a um nível de 5% de significância, assim como não houve diferença significativa entre as médias dos tratamentos. A densidade básica da madeira apresentou tendência de aumento com o aumento da idade das árvores em todos os tratamentos, o que foi comprovado através do ajuste de equações de regressão. Nos tratamentos T1 e T3 a densidade básica aparenta ter se estabilizado em torno dos 8 anos de idade, enquanto nos demais tratamentos ainda apresenta aumento com a idade.

Tango Jona
Tangokurs Rapperswil-Jona

     Affiliate Program