Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Interference of genotypes x environments interaction in the genetic control of resistance to Asian rust soybean Interferência da interação genótipos x ambientes no controle genético da resistência à ferrugem asiática da soja

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Aliny Simony Ribeiro | José Francisco Ferraz de Toledo | Magno Antonio Patto Ramalho

Journal: Pesquisa Agropecuária Brasileira
ISSN 0100-204X

Volume: 44;
Issue: 9;
Start page: 1160;
Date: 2009;
Original page

Keywords: Glycine max | Phakopsora pachyrhizi | capacidade geral de combinação | capacidade específica de combinação | Glycine max | Phakopsora pachyrhizi | general combining ability | specific combining ability

ABSTRACT
The objectives of this work were to identify parents resistant to Asian soybean rust using diallel crosses, obtain information on the genetic control of soybean resistance to the pathogen and verify whether the combining ability estimates interact with the environment (year or time of assessment). The F1 generation was obtained in a greenhouse from crosses between five contrasting parents for the trait resistance to soybean rust, in a complete diallel without reciprocals. Two rust-severity assessments were carried out on individual soybean plants of 25 treatments (parents and F2 and F3 populations) in 2006/2007 and 2007/2008, in an experimental field at Embrapa Soja, Londrina, PR, Brazil. Additive effects predominated in the genetic control of soybean resistance to Asian rust, and the interaction of the segregant populations with the environment, although significant, did not alter the genetic parameter's general combining ability (GCA) and specific combining ability estimates, indicating that estimates obtained in one year and one assessment can be extrapolated to others. BR01-18437 inbred line is resistant to Asian rust and showed high GCA effects. This line should be used as parent if the objective is the resistance to Phakopsora pachyrhizi.Os objetivos deste trabalho foram identificar genitores resistentes à ferrugem asiática da soja por meio de cruzamentos dialélicos, obter informações sobre o controle genético da resistência ao patógeno e verificar se as estimativas da capacidade combinatória interagem com o ambiente (ano ou época de avaliação). A geração F1 foi obtida por meio de cruzamentos entre cinco genitores contrastantes para a característica resistência à ferrugem da soja, em um dialelo completo, sem os recíprocos, em casa de vegetação. Foram realizadas duas avaliações quanto à severidade da ferrugem asiática da soja em plantas individuais de 25 tratamentos (genitores e populações F2 e F3 ) em 2006/2007 e 2007/2008, no campo experimental da Embrapa Soja, em Londrina, PR. Houve predominância de efeitos aditivos no controle genético da resistência à ferrugem asiática da soja, e a interação das populações segregantes com os ambientes, embora significativa, não alterou as estimativas dos parâmetros genéticos da capacidade geral de combinação (CGC) e da capacidade específica de combinação, indicando que as estimativas obtidas em um ano e uma avaliação podem ser extrapoladas para outros. A linhagem endogâmica BR01-18437 é resistente à ferrugem asiática e apresenta alta estimativa de CGC, e deve ser utilizada como genitora quando o objetivo é a resistência a Phakopsora pachyrhizi.
Affiliate Program      Why do you need a reservation system?