Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Intoxicação experimental por Trema micrantha (Ulmaceae) em caprinos

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Traverso Sandra Davi | Corrêa André Mendes Ribeiro | Pescador Caroline Argenta | Colodel Edson Moleta | Cruz Cláudio Estêvão Farias da | Driemeier David

Journal: Pesquisa Veterinária Brasileira
ISSN 0100-736X

Volume: 22;
Issue: 4;
Start page: 141;
Date: 2002;
Original page

Keywords: Plantas tóxicas | intoxicação por plantas | Trema micrantha | Ulmaceae | caprinos

ABSTRACT
Sete caprinos receberam, por sonda esofágica, uma suspensão aquosa de folhas verdes de Trema micrantha moídas e um outro recebeu folhas verdes da planta à vontade. Os sinais clínicos iniciaram-se 2 dias após a ingestão e ocorreram em seis caprinos, cinco dos quais morreram em até 4 dias. Os animais doentes permaneciam longos períodos em estação, com cabeça baixa, olhar fixo, apáticos e inapetentes. Tenesmo, incoordenação e movimentos rítmicos laterais da cabeça também foram observados. T. micrantha mostrou-se tóxica a partir de 30g/kg de peso corporal. A alteração macroscópica mais significativa foi observada no fígado, que se apresentou friável, amarelado e com acentuado padrão lobular. Ao corte, havia áreas vermelhas, deprimidas e entremeadas por áreas mais claras. Em um animal, a coloração do fígado era vermelha, homogênea, mais clara que o normal e sem evidenciação do padrão lobular. Petéquias foram constatadas entre a escápula e o esterno, no epicárdio, no mediastino e nas serosas dos órgãos da cavidade abdominal. A principal alteração histológica foi necrose coagulativa centro-lobular que, em alguns casos, atingia todo o lóbulo, associada à congestão, hemorragia e alterações degenerativas nos hepatócitos circunjacentes. No sistema nervoso, havia tumefação de neurônios, mais proeminente no córtex frontal, associado a edema perineuronal e perivascular.

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil

     Affiliate Program