Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

The journalist’s identity in the social media: discursive practices and subjectification = A identidade do jornalista na midia: as práticas discursivas e a subjetificação

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Vinícius Durval Dorne | Pedro Navarro

Journal: Acta Scientiarum : Language and Culture
ISSN 1983-4675

Volume: 33;
Issue: 2;
Start page: 231;
Date: 2011;
Original page

Keywords: discourse analysis | discursive event | subjectivity | journalism | análise de discurso | acontecimento discursivo | subjetividade | jornalismo

ABSTRACT
Current essay analyzes the materialization of media discursive practices which give identity to the journalist as a subject. The discursive event of such production is investigated within the context of the voting held at the Brazilian Federal Court of Justice on the 17th June 2009 which ruled on the non-obligatory of a journalist university diploma to warrant the profession. Since it is an event beyond the casual range, it enhances the rise and transformation of knowledge in society and in new forms of power. Enunciation sequences in six articles published by the magazines Veja and IstoÉ and by the newspapers Folha de S. Paulo on-line and O Estado de São Paulo are analyzed. Foregrounded on the French Discourse Analysis (DA), especially on Michel Foucault’s theoretical presuppositions, the journalists’ identity is built on notions of the freedom of speech and of the press. Further, in the enunciations, the ‘ability myth’, as an innate and/or acquired factor received throughexperience in the exercise of the profession, also produces effects on identity. Neste artigo, buscamos compreender como se materializam as práticasdiscursivas midiáticas que produzem identidades do sujeito jornalista, considerando-se como acontecimento discursivo dessa produção a votação do Supremo Tribunal Federal, realizada em 17 de junho de 2009, que decidiu pela não obrigatoriedade do diploma de Jornalismo para o exercício da profissão. Trata-se de um acontecimento que foge à rede casual, promovendo o surgimento e a transformação dos saberes em nossa sociedade e em novas formas de exercício de poder. A análise apresentada incide sobre algumas sequências enunciativas presentes em seis matérias produzidas pelas revistas Veja e IstoÉ e pelos jornais Folha on-line e O Estadão. Sob omirante da Análise de Discurso de linha francesa (AD), especialmente de pressupostos teóricos desenvolvidos por Michel Foucault, observamos que a identidade do jornalista é construída em torno da ideia de liberdade de informação e de expressão. Além desse aspecto, nos enunciados, o mito do “dom”, como algo inato e/ou adquirido pela experiência no exercício da profissão, também produz efeitos sobre essa identidade.
Affiliate Program      Why do you need a reservation system?