Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Lealdades, silêncios e conflitos: ser um dos “grandes” num abrigo para famílias = Loyalties, silence and conflicts: being one of the “grown ups” in a family care institution

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Ribeiro, Fernanda Bittencourt

Journal: Civitas
ISSN 1519-6089

Volume: 11;
Issue: 1;
Start page: 40;
Date: 2011;
Original page

Keywords: ANTROPOLOGIA SOCIAL | SOCIOLOGIA | CRIANÇAS - PROTEÇÃO | FAMÍLIA - ASPECTOS SOCIAIS

ABSTRACT
Neste artigo entende-se a criança como um ator social produtor de cultura e atuante nas relações sociais das quais participa. Considerando que a emergência desta noção na antropologia coincide, historicamente, com o processo de reconhecimento da criança como um sujeito pleno de direitos, a análise insere-se num projeto amplo que visa interrogar seus posicionamentos quando diferentes figuras de autoridade - juízes, educadores, técnicos etc. - atuam visando assegurar a proteção de seus direitos frente a suas famílias de origem. A partir de dados etnográficos coletados ao longo de dois anos numa instituição do sistema francês de proteção à infância, destinada a famílias ditas monoparentais em dificuldade, analisa-se práticas cotidianas de crianças de sete a dez anos num contexto relacional complexo em que seus pais estão sob suspeita quanto à capacidade ou possibilidade de educá-las.

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil

     Affiliate Program