Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Maus-tratos infantis: percepção e responsabilidade do cirurgião-dentista

ADD TO MY LIST
 
Author(s): GranvilleGarcia, Ana Flávia | Menezes, Valdenice Aparecida de | Silva, Paula Fernanda Rodrigues de Melo

Journal: Revista Odonto Ciência
ISSN 0102-9460

Volume: 23;
Issue: 1;
Start page: 35;
Date: 2008;
Original page

Keywords: ODONTOLOGIA | VIOLÊNCIA DOMÉSTICA | VIOLÊNCIA - CRIANÇAS

ABSTRACT
Objetivo: Verificar a percepção e a responsabilidade do cirurgião-dentista em relação a maus-tratos contra a criança e o adolescente. Metodologia: Foram entrevistados 54 cirurgiões-dentistas em atividade em clínicas particulares ou no serviço público. Utilizou-se um questionário estruturado com questões objetivas, em sua maioria, para a coleta de dados. Resultados: A maioria dos cirurgiões-dentistas afirmou ter conhecimento sobre o assunto (87%) e considerou-se apto ao diagnóstico (65%), porém as lesões bucais foram pouco citadas como injúrias decorrentes de maus-tratos (4%). De forma geral, os profissionais denunciariam maus-tratos (96%), sendo o Conselho Tutelar (63%) seguido do Juizado da Infância e Adolescência (22%) os órgãos de proteção à criança mais citados. Porém, muitos entrevistados não saberiam como documentar o caso (61%) nem receberam informação sobre o assunto durante a graduação (93%). Conclusão: Há necessidade de esclarecimento da responsabilidade ética e legal do cirurgião-dentista e sua obrigação diante de casos de maus-tratos contra a criança e o adolescente.
Affiliate Program     

Tango Jona
Tangokurs Rapperswil-Jona