Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Milk production and quality of Holstein cows in function of the season and calving order Produção e qualidade do leite de vacas da raça Holandesa em função da estação do ano e ordem de parto

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Rodrigo de Souza | Geraldo Tadeu dos Santos | Altair Antônio Valloto | Alexandre Leseur dos Santos | Eliane Gasparino | Daniele Cristina da Silva | Wallacy Barbacena Rosa dos Santos

Journal: Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal
ISSN 1519-9940

Volume: 11;
Issue: 2;
Date: 2010;
Original page

ABSTRACT
It was aimed to evaluate the effect of the lactation order and calving season on milk production and quality of Holstein’s cows. The lactation order had a significant effect on milk production and score of somatic cells (SSC), without affecting fat and protein content. Cows of 3rd and 4th lactation were more productive due to the complete development of the mammary gland and corporal growth. SSC rose with the increase of the lactation number due to the contact with pathological agents as the animals had a more advanced age. Lactations that begin in the spring presented the smallest milk production (Kg/cow/day) because of the heat stress that these animals suffered in the lactation pick, with damage of milk production of this lactation. SSC, the fat and protein content did not vary in function of the calving season. Lactation order and calving season caused variation in the milk production, being important the use of strategies to minimize the heat stress mainly in the lactation pick. Larger careful should be taken with cows starting from 4th lactation, because these present a higher SSC, and the heat stress can favor the mastitis occurrence.Objetivou-se com este trabalho avaliar o efeito da ordem de lactação e estação do ano ao parto sobre a produção e qualidade do leite de vacas da raça Holandesa. A ordem de parto teve efeito significativo sobre a produção de leite e escore de células somáticas (ECS), sem efeito sobre os teores de gordura e proteína. Vacas de 3ª e 4ª lactação foram mais produtivas devido ao completo desenvolvimento da glândula mamária e crescimento corporal. O ECS aumentou com a elevação do número de lactações devido ao contato com agentes patogênicos à medida que os animais têm uma idade mais avançada. Lactações iniciadas na primavera apresentaram a menor produção de leite (Kg/vaca/dia) por causa do estresse calórico que os animais sofreram no pico de lactação, de modo a comprometer a produção de leite dessa lactação. ECS e teores de gordura e proteína não variaram em função da época de parição. Ordem de lactação e estação do ano ao parto causam variação na produção de leite, e é importante o uso de estratégias para minimizar o estresse calórico, principalmente no pico de lactação. Maiores cuidados devem ser tomados com vacas a partir da 4ª lactação, pois apresentam maior ECS e o estresse calórico pode favorecer a ocorrência de mastite.

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil

     Affiliate Program